Carregando...

China reforçará laços com Rússia independente do cenário internacional, diz autoridade

A China diz que “continuará a fortalecer a coordenação estratégica” com a Rússia, independentemente de como o “cenário internacional possa mudar”, de acordo com um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores da China nesta terça-feira (19).

O vice-ministro das Relações Exteriores da China, Le Yucheng, expressou essa opinião ao embaixador russo na China, Andrey Denisov, durante uma reunião na segunda-feira, disse o ministério.

“Não importa como o cenário internacional possa mudar, a China continuará a fortalecer a coordenação estratégica com a Rússia para alcançar uma cooperação ganha-ganha, salvaguardar conjuntamente nossos interesses comuns e promover a construção de um novo tipo de relações internacionais e uma comunidade com um futuro compartilhado para humanidade”, disse Le, segundo o comunicado.

Le citou um aumento de quase 30% no comércio entre os dois países durante o primeiro trimestre do ano, atingindo cerca de US$ 38,2 bilhões, como uma prova da “tremenda resiliência” de sua cooperação bilateral.

Os dois lados também trocaram pontos de vista sobre a Ucrânia, bem como sobre outras questões internacionais e regionais de preocupação. No entanto, não foram fornecidos mais detalhes pelo ministério.

Algum contexto: em declarações públicas e em cúpulas internacionais, as autoridades chinesas tentaram estabelecer uma posição aparentemente neutra sobre a guerra na Ucrânia, sem condenar as ações russas nem descartar a possibilidade de Pequim atuar como mediadora em um esforço pela paz.

Antes da invasão, os aliados China e Rússia proclamavam que seu relacionamento “não tinha limites”.

Mas desde então Pequim vem se distanciando discretamente da economia russa atingida por sanções e denunciou repetidamente as sanções contra Moscou como uma maneira ineficaz de resolver a crise.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*