Carregando...

Premiê da França pede demissão por engano e volta atrás após gafe - Notícias - R7 Internacional

O governo da França anunciou sua renúncia neste sábado (14) por engano por meio de um comunicado publicado em seu site, um equívoco que foi corrigido após alguns minutos.

"O primeiro-ministro Jean Castex apresentou a renúncia de seu governo ao presidente da República, Emmanuel Macron", dizia a mensagem, segundo vários meios de comunicação locais.

A sede do governo, no Palácio Matignon, reconheceu que a publicação da declaração se deveu a um "erro de manipulação informática que não deveria ter ocorrido", informou a emissora de rádio pública “France Info”.

De qualquer forma, a França aguarda de forma iminente a renúncia do governo, embora não esteja prevista até pelo menos segunda-feira (16), quando se espera que o nome do próximo primeiro-ministro seja anunciado.

O segundo mandato de Macron começou oficialmente hoje, mas a renúncia do Executivo e a formação do novo foram adiadas por alguns dias. Inicialmente, o adiamento se deveu à viagem prevista de Castex ao Vaticano amanhã.

No entanto, o Eliseu anunciou esta manhã que Macron viajará aos Emirados Árabes Unidos por ocasião da morte do ex-presidente daquele país, Khalifa bin Zayed al Nahayn, e para expressar seu apoio ao novo presidente, seu irmão Mohammed.

Como o presidente e o primeiro-ministro não podem estar no exterior ao mesmo tempo, Castex ficará na França e o ministro do Interior, Gérald Darmanin, o substituirá na cerimônia do Vaticano.

Macron já havia adiantado na última segunda-feira em Berlim, durante sua primeira viagem ao exterior após sua reeleição em 24 de abril, que já decidiu quem será seu próximo primeiro-ministro, mas que não o anunciaria naquele momento. 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*