Carregando...

Ucrânia diz que russos intensificam ataques no leste, mas recuam no norte

Autoridades ucranianas relataram ataques com mísseis e bombardeios em várias regiões, enquanto as forças russas concentram seus esforços nas linhas de frente em Luhansk — mas eles reivindicam mais sucessos na região de Kharkiv. Além disso, um ataque de míssil raro foi relatado na região ocidental de Lviv.

Serhiy Hayday, chefe da administração militar regional de Luhansk, disse no início deste domingo (15) que “os russos estão reunindo equipamentos e mão de obra mais perto de Severodonetsk e se preparando para atacá-la”.

Severodonetsk é uma das várias cidades industriais no leste que têm sofrido bombardeios implacáveis ​​há semanas, enquanto as forças russas tentam derrubar as defesas ucranianas.

Hayday disse que a fábrica de produtos químicos e os arranha-céus da cidade foram atingidos. Há muita destruição: 11 arranha-céus nos bairros novos e antigos da cidade (foram atingidos), em vários deles apartamentos pegaram fogo.”

Vários assentamentos ao sul e oeste de Severodonetsk também foram atingidos – incluindo Vrubivka e Komyshuvakha –, disse Hayday.

Espera-se que as forças russas avancem mais para o oeste se puderem proteger Severodonetsk, onde 15.000 pessoas ainda vivem. A maioria dos moradores foi evacuada.

A Ucrânia forneceu poucos detalhes sobre sua contraofensiva na região de Kharkiv, onde suas tropas fizeram avanços significativos para o norte e leste em direção à fronteira russa. O objetivo da ofensiva ucraniana é cortar as linhas de suprimentos russas para suas forças que tentam avançar para a região de Donetsk.

O Estado-Maior das Forças Armadas disse no domingo apenas que “na direção de Kharkiv, as unidades inimigas não conduziram hostilidades ativas”.

No entanto, Oleh Syniehubov, chefe da administração militar regional de Kharkiv, disse que as unidades ucranianas “estão constantemente fortalecendo suas posições, empurrando o inimigo das fronteiras da cidade de Kharkiv para as fronteiras da Federação Russa. As direções norte e nordeste são o mais quente; há hostilidades ativas lá.”

Ele disse que a cidade de Kharkiv “está relativamente quieta há vários dias, não houve bombardeios na própria cidade. Cerca de 2.000 pessoas retornam a Kharkiv todos os dias, e o número está crescendo a cada dia”. Isso ocorre em parte porque a cidade está agora fora do alcance de muitos sistemas de artilharia e foguetes russos.

Militar ucraniano ao lado de tanque russo destruído perto do vilarejo de Staryi Saltiv, na região de Kharkiv / 09/05/2022 REUTERS/Vitalii Hnidyi

Mas mais ao sul, de acordo com Syniehubov, várias cidades foram atacadas.

Ele disse que “o inimigo está constantemente verificando as posições de nossas forças armadas perto de Barvinkove, tentando romper, mas sem sucesso. O inimigo sofreu grandes perdas de mão de obra e equipamentos”.

O Estado-Maior Geral disse ainda que as forças russas estão a intensificar os esforços nesta área, relatando que “o inimigo tentou romper as defesas das nossas tropas mas não teve sucesso. Continua o reagrupamento das tropas para retomar a ofensiva na direção de Barvinkove e Sloviansk “, dois objetivos-chave para as forças russas na região.

Em outros lugares, o Estado Maior relatou novos ataques aéreos nas regiões de Chernihiv e Sumy, no norte da Ucrânia. Dmytro Zhyvytskyy, chefe da administração militar da região de Sumy, disse que foguetes e ataques aéreos durante a noite danificaram vilarejos fronteiriços, mas não houve vítimas.

No oeste, Maksym Kozytskyi, chefe da administração militar regional de Lviv, disse que houve um ataque com mísseis contra “infraestrutura militar”, mas não deu detalhes sobre o local ou vítimas.

Na frente sul, as autoridades regionais dizem que os russos começaram a cavar trincheiras em algumas posições da linha de frente.

A administração militar regional de Zaporizhzhia disse que os russos “estão cavando trincheiras ao longo do rio Molochna” enquanto continuam bombardeando cidades na área.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*