Carregando...

Internet Explorer ganha "túmulo" na Coreia do Sul após ser aposentado

Para Jung Ki-young, um engenheiro de software sul-coreano, a decisão da Microsoft de aposentar seu navegador Internet Explorer marcou o fim de um relacionamento de amor e ódio de um quarto de século com a tecnologia.

Para comemorar sua morte, ele gastou um mês e 430.000 won (cerca de US$ 330) projetando e encomendando uma lápide com o logotipo “e” do Explorer e o epitáfio em inglês: “Ele era uma boa ferramenta para baixar outros navegadores”.

Depois que o memorial foi exibido em um café administrado por seu irmão na cidade de Gyeongju, no sul do país, uma foto da lápide viralizou nas redes sociais.

A Microsoft aposentou o Internet Explorer, uma vez onipresente no mundo digital, na quarta-feira (15), após 27 anos para se concentrar em seu navegador mais ágil, o Microsoft Edge.

Jung disse que o memorial mostrou seus sentimentos conflitantes pelo softwaremais antigo em atividade, que desempenhou um papel tão importante em sua vida profissional.

“Foi um pé no saco, mas eu chamaria isso de uma relação de amor e ódio porque o próprio Explorer já dominou uma era”, disse ele.

Ele disse que demorou mais para garantir que seus sites e aplicativos online funcionassem com o Explorer do que com outros navegadores.

Mas seus clientes continuavam pedindo para ele garantir que seus sites ficassem bem no Explorer, que permaneceu o navegador padrão nos escritórios do governo sul-coreano e em muitos bancos por anos.

Lançado em 1995, o Explorer tornou-se o principal navegador do mundo por mais de uma década, pois era fornecido com o sistema operacional Windows da Microsoft, que vinha pré-instalado em bilhões de computadores.

Mas ele começou a perder espaço para o Chrome do Google no final dos anos 2000 e se tornou objeto de inúmeros memes na internet, com alguns desenvolvedores sugerindo que era lento em comparação com seus rivais.

Jung disse que pretendia fazer as pessoas rirem com a lápide, mas ainda está surpreso com a extensão da piada online.

“Essa é outra razão para agradecer ao Explorer, agora me permitiu fazer uma piada de alcance mundial”, disse ele. “Lamento que se foi, mas não vou sentir falta. Então, sua aposentadoria, para mim, é uma boa morte”.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*