Carregando...

"Esperamos ver em breve", diz Scholz sobre Ucrânia na Otan

A Alemanha está discutindo garantias de segurança para a Ucrânia com seus aliados, em preparação para um período após a guerra, disse o chanceler alemão Scholz à emissora ARD neste domingo (3).

“Estamos discutindo com amigos próximos a questão das garantias de segurança que podemos dar. Este é um processo em andamento. Está claro que não será o mesmo que se alguém fosse membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan)“, disse Scholz.

“É bastante claro que este é um assunto que está sendo cuidadosamente preparado na esfera diplomática, para o dia que esperamos ver em breve, quando a guerra acabar”, acrescentou.

Otan convida formalmente Suécia e Finlândia para se juntarem à aliança militar

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) convidou formalmente a Suécia e a Finlândia para se juntarem à aliança militar liderada pelos Estados Unidos, de acordo com um comunicado dos chefes de Estado e da Otan divulgado na quarta-feira (29).

“Hoje, decidimos convidar a Finlândia e a Suécia a se tornarem membros da Otan e concordamos em assinar os Protocolos de Adesão”, disse o comunicado.

Mais cedo, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que, após o convite, “precisamos de um processo de ratificação em 30 parlamentos; isso sempre leva algum tempo, mas também espero que seja rápido porque os aliados estão prontos para tentar fazer esse processo de ratificação acontecer o mais rápido possível.”

O chefe da Otan, Jens Stoltenberg, chamou o convite formal da aliança à Suécia e à Finlândia para se juntar ao bloco de defesa de “uma decisão histórica”.

“Gostaria de agradecer à Turquia, Finlândia e Suécia por aceitarem meu convite para se engajar em negociações para encontrar um caminho unido a seguir”, disse ele.

“Hoje, os líderes da Otan tomaram a decisão histórica de convidar a Finlândia e a Suécia a se tornarem membros da Otan. O acordo concluído ontem à noite pela Turquia, Finlândia e Suécia abriu caminho para essa decisão”, afirmou o secretário-geral Stoltenberg durante uma entrevista coletiva realizada como parte da cúpula da Otan em Madri.

Ele atribuiu o sucesso deste acordo ao “trabalho árduo” realizado “em muitos níveis diferentes” ao longo de “muitas semanas”.

Stoltenberg contou como duas rodadas de conversações foram realizadas por altos funcionários em Bruxelas sob seus auspícios no avanço da consequente reunião de segunda-feira (27) entre o presidente finlandês Sauli Niinistö, a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, e o presidente turco, Recep Tayyip Erdoğan.

A Turquia concordou na terça-feira (28) em retirar suas objeções às propostas de adesão das nações nórdicas, removendo um grande obstáculo para a adesão à Otan.

Guerra na Ucrânia precisa terminar até o inverno, diz Zelensky ao G7

O presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky, disse aos líderes do G7 que quer que a guerra com a Rússia termine até o final do ano, antes do início do inverno. A informação foi dita por dois diplomatas da União Europeia.

Zelensky dirigiu-se aos líderes da Grã-Bretanha, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Estados Unidos por videoconferência na segunda-feira (27), o segundo dia da cúpula do G7, que vai acontecer durante três dias no sul da Alemanha.

O grupo das sete maiores economias do mundo (G7) se reuniu em uma cúpula em Schloss Elmau, nas montanhas da Baviera, na Alemanha.

Os líderes do G7 enfrentam a ameaça de recessão global e as crises domésticas em seus respectivos países devido ao crescente aumento dos preços do gás, alimentos e outros bens básicos de consumo.

(Publicado por Lucas Schroeder)


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar