Carregando...

Governo do Japão pede que 200 mil pessoas deixem suas casas devido às fortes chuvas - Notícias - R7 Internacional

As autoridades japonesas solicitaram nesta quinta-feira (4) a retirada dos habitantes de cidades no norte do país, com cerca de 200 mil pessoas, devido às fortes chuvas que provocaram a inundação dos rios e deixaram duas pontes desaparecidas e várias destruídas.

A emissora pública NHK disse que avisos de retirada não obrigatórios foram emitidos para 200 mil residentes em cinco condados: Niigata, Yamagata, Fukushima, Ishikawa e Fukui.

As autoridades alertaram para o risco de deslizamentos de terra e inundações, disse o porta-voz do governo Hirokazu Matsuno, que confirmou que duas pessoas estão desaparecidas.

Canais de televisão mostraram imagens de torrentes de lama em uma área residencial montanhosa, casas inundadas por um rio que trabsbordou e uma ponte completamente destruída. Alguns trens de alta velocidade foram suspensos nas áreas afetadas.

Em 2021, fortes chuvas causaram um enorme deslizamento de terra na cidade turística de Atami (centro do Japão), matando 27 pessoas.

Em 2018, inundações e deslizamentos de terra mataram mais de 200 pessoas no oeste do Japão durante a estação chuvosa anual.

Os cientistas dizem que o aquecimento global está aumentando o risco de chuvas fortes no país, assim como no resto do mundo, já que uma atmosfera mais quente retém mais água.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Calendar