Carregando...

'God Save The Queen': o que acontece com o hino do Reino Unido após morte de Elizabeth 2ª? - Notícias - R7 Internacional

A rainha Elizabeth 2ª morreu nesta quinta-feira (8), aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia. Ela ocupou o trono por mais de 70 anos e foi a monarca mais longeva da história do Reino Unido.

Com o falecimento, o hino nacional do Reino Unido, também usado pelos países que fazem parte da soberania britânica, sofrerá alterações e o tradicional God Save The Queen (Deus Salve A Rainha, em tradução livre) será substituído por God Save The King (Deus Salve O Rei), para homenagar o rei Charles. 

A frase "God Save the King” aparece em vários locais nas primeiras traduções inglesas de livros religiosos. O verso foi cantado pela primeira vez em 1744, durante uma apresentação teatral em Londres, com a intenção de apoiar o rei George 2º, após derrota em uma importante batalha contra a invasão da Inglaterra. Por volta de 1780, a canção tornou-se o hino nacional.

Não existe uma versão oficial do hino. Apesar de o primeiro verso ser sempre mantido, ao longo dos anos, diferentes frases foram adicionadas e retiradas para atender a apelos políticos e comemorar eventos nacionais ou da realeza.

A letra original, além de homenagear George 2º, pede a preservação divina do reinado e a morte dos inimigos.

Apesar de não cantar a canção, a rainha é saudada com o hino completo, enquanto os demais membros da realeza, que têm direito à saudação real, recebem apenas os primeiros seis versos.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Lucas Ferreira


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*