Carregando...

Líderes internacionais lamentam morte de rainha Elizabeth 2ª - Notícias - R7 Internacional

Líderes políticos ao redor do mundo lamentaram a morte de Elizabeth 2ª, aos 96 anos, nesta quinta-feira (8). A monarca teve o reinado mais longo da história britânica.

Confira declarações feitas por líderes políticos ao redor do mundo, lamentando a morte da Rainha:

O ex-primeiro-ministro britânico Boris Johnson, que deixou o cargo nesta semana, dando lugar à Liz Truss, divulgou um longo pronunciamento em que diz que esse é o "dia mais triste da nação", e que 'no coração de cada um de nós há uma dor pelo falecimento de nossa rainha, um sentimento profundo e pessoal de perda'.

 O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e a primeira-dama Jill Biden, divulgaram uma nota exaltando o legado de Elizabeth 2ª. "(Ela) foi mais do que uma Monarca. Ela definiu uma era".

O Secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, em comunicado divulgado minutos após a confirmação da morte da rainha, disse estar "profundamente triste" com o falecimento, e ressaltou que Elizabeth 2ª era "uma boa amiga das Nações Unidas e estava profundamente comprometida com muitas causas beneficentes e ambientais".

O presidente Francês Emmanuel Macron também se manifestou pelas redes sociais, e chamou a rainha de "amiga da França".

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, também prestou homenagens à monarca.

"É com profunda tristeza que tomamos conhecimento da morte de Sua Majestade a Rainha Elizabeth 2ª. Em nome do povo ucraniano, apresentamos as sinceras condolências a família real, a todo o Reino Unido e à Commonwealth por esta perda irreparável. Nossos pensamentos e orações estão com vocês", escreveu Zelenski em publicação nas redes sociais.

O primeiro-ministro israelese Yair Lapid, tambéu prestou condolências à Família Real britânica.

"A rainha deixa um legado incomparável de liderança e serviço", destacou

Bill Clinton, ex-presidente dos Estados Unidos, tambéu publicou nas redes sociais uma nota lamentando o falecimento da monarca. O político destacou a "relação especial" que tiveram no período em que ele foi chefe de Estado.

O também ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama prestou homenagens à rainha.

"Como tantos outros, eu e Michelle (ex primeira-dama) somos gratos por ter testemunhado a dedicação e liderança de Sua Majestada, e estamos impressionados com o legado incansável do serviço público digno", afirmou


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*