Carregando...

Ômicron faz Latam cancelar oito voos em Congonhas nesta sexta-feira - Prisma - R7 Luiz Fara Monteiro

Pelo menos 8 voos da Latam que deveriam decolar do aeroporto de Congonhas na manhã desta sexta-feira (14) foram cancelados. 

O motivo, não deve ser novidade para você, leitor do Blog, é a grande quantidade de tripulantes - comissários e pilotos - afastados do trabalho pela variante Ômicron e pelo vírus Influenza.

Os voos cancelados em Congonhas por conta da Covid-19 foram:

LA 3216 CGH SDU; LA 3103 CGH FLN; LA 3225 CGH SDU; LA 3317 CGH JJG; LA 3460 CGH GYN; LA 3053 CGH POA; LA 3115 CGH CNF e LA 3229 CGH SDU.

Para este sábado (15), já está previsto o cancelamento de pelo menos dois voos: um para Foz do Iguaçú e outro para o aeroporto Santos Dumont (LA 3023 CGH IGU e LA 3235 CGH SDU).

O período mais do que nunca exige que o passageiro se certifique sobre a confirmação do voo, para evitar transtornos e aborrecimentos.

Apesar da onda de voos cancelados, a Latam Brasil está otimista quanto a retomada de suas operações. Nesta quinta-feira a companhia emitiu um comunicado com previsão de mais de 100% de sua malha em janeiro.

No comparativo com 2019 (antes da pandemia de Covid19), a Latam prevê recuperar até 107% da sua oferta doméstica de assentos (ASK* sigla em inglês para Assentos-Quilômetros Oferecidos) no Brasil em janeiro deste ano, mas esse percentual depende do avanço da Ômicron. A companhia permanece atenta à evolução da pandemia, aos impactos da variante e às restrições dos países para realizar ajustes em seus voos e projeções, se necessário.

Ao todo, a companhia programou para este mês no Brasil uma média de 583 voos domésticos por dia para 49 destinos nacionais (antes da pandemia eram 44). Do Brasil ao exterior, prevê recuperar neste mês até 54% da sua oferta internacional de assentos (ASK*) e já restabeleceu voos para 19 destinos a partir do País: Assunção, Barcelona, Bogotá, Buenos Aires/Aeroparque, Buenos Aires/Ezeiza, Cidade do México, Frankfurt, Lima, Lisboa, Londres, Madri, Mendoza, Miami, Milão, Montevidéu, Nova York, Orlando, Paris e Santiago.

Líder do mercado brasileiro nos últimos quatro meses, segundo a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a Latam também iniciou as vendas de passagens aéreas para mais sete novos destinos no Brasil (Bauru, Presidente Prudente, Juiz de Fora, Montes Claros, Sinop, Cascavel e Caxias do Sul). Além disso, foi autorizada a voar para Fernando de Noronha e prevê anunciar em breve mais detalhes sobre esta operação.

Operação global do Grupo Latam:

Somadas todas as suas filiais, a empresa prevê retomar até 72% da sua oferta total de assentos (ASK*) em janeiro de 2022, na comparação com janeiro de 2019 (antes da pandemia). Além disso, prevê operar neste mês quase 1.245 voos diários (domésticos e internacionais) para 132 destinos em 18 países. Na divisão de cargas, a companhia programou 1.190 voos em aeronaves cargueiras, com um nível médio de utilização 8% superior ao do mesmo mês de 2019.

Em dezembro de 2021 (na comparação com dezembro de 2019), o Grupo registrou uma demanda de passageiros (RPK**: sigla em inglês para Passageiros-Quilômetros Transportados) de 68,8% e uma oferta de assentos (ASK*) de 70,1%, resultando em uma taxa de ocupação de 82% (redução de 1,6 ponto percentual). Já no transporte de cargas, também em comparação com dezembro de 2019, registrou uma ocupação de 60,6% (aumento de 3,4 pontos percentuais).


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*