Carregando...

Mais de 260 casarões do Centro Histórico de São Luís apresentam risco de desabamento, aponta levantamento

Fachada deteriorada e mato retratam abandono de casarão do Centro de São Luís. — Foto: Foto: Neto Cordeiro/Grupo Mirante

Fachada deteriorada e mato retratam abandono de casarão do Centro de São Luís. — Foto: Foto: Neto Cordeiro/Grupo Mirante

Cerca de 261 casarões do Centro Histórico de São Luís apresentam algum risco estrutural, é o que aponta o mais recente levantamento do Corpo de Bombeiros do Maranhão.

Apesar do conjunto arquitetônico ter sido tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) há 25 anos, muitos desses imóveis encontram-se em situação de abandono.

“É um dos maiores centros históricos da América Latina. Nós temos mais de 5 mil imóveis tombados. Então é um conjunto imenso e os desafios da preservação são de toda natureza. É um conjunto significativo que demanda ações positivas de preservação tanto do governo federal, estadual, municipal e, principalmente, da sociedade” ressalta Kátia Bogea, presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico.

261 casarões apresentam risco estrutural em São Luís

261 casarões apresentam risco estrutural em São Luís

De acordo com o levantamento, 95 casarões apresentam risco crítico, 73 risco médio e 93 têm risco leve de desabamento. Na área de tombamento federal, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) fiscaliza mais de 1300 imóveis e o Corpo de Bombeiros também realiza operações de monitoramento.

Questionado pela TV Mirante sobre a situação de abandono dos casarões, o Governo do Maranhão disse que criou programas para incentivar a preservação dos imóveis e tem realizado diversas ações para a manutenção deles. Já o IPHAN informou que, somente esse ano, fiscalizou 117 imóveis na área de tombamento federal.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar