Carregando...

Fãs de Marília Mendonça em MS lamentam tragédia com a cantora: 'era como se fosse da família'

Danielle Valentim com a cantora Marília Mendonça — Foto: Arquivo Pessoal

Danielle Valentim com a cantora Marília Mendonça — Foto: Arquivo Pessoal

Após a morte de Marília Mendonça em uma queda de avião, nesta sexta-feira (5), fãs da cantora, em Mato Grosso do Sul, estão em "choque". Procurados pelo g1, alguns fãs relataram a importância e o significado que a cantora tinha para a vida deles.

Marília Mendonça morre em queda de avião em Minas Gerais

Marília Mendonça morre em queda de avião em Minas Gerais

Suellen Nolasco de Moura, de 30 anos, se intitulava como a "fã número 1 de Marília Mendonça". Em sonhos, a enfermeira acreditava em uma amizade e no amor que tinha pela cantora.

“Sou fã número 1 da Marília Mendonça. Já sonhei várias vezes que ela era minha amiga de tanto que eu gosto dela. Pensar que isso aconteceu no auge do sucesso dela, quando ela lançou muitas músicas maravilhosas é muito triste. Ainda tem o filhinho dela. É muito triste. É um choque! A gente sente como se fosse uma pessoa da família. É surreal”, conta Suellen.

  • FOTOS: Relembre a carreira de Marília Mendonça
  • CARREIRA:Marília Mendonça cantou 'sofrência' empoderada
  • REPERCUSSÃO: Famosos lamentam

Danielle Valentim, de 30 anos, trabalhou na assessoria de um dos shows que Marília Mendonça fez em Campo Grande. A jornalista relembrou do dia que viu a cantora cara a cara e até tirou foto. Veja foto no início da reportagem.

“Trabalhei na cobertura de um dos shows das patroas, aqui em CG. Ela me recebeu e pude ver uma verdadeira menina no camarim. Depois que conversamos eu pedi uma foto. Antes do clique tirei meus óculos e ela me questionou: são tão lindos pra que tirar? Aí voltei a colocá-los e fiz uma segunda foto. Uma grande perda para o sertanejo, principalmente por ser uma mulher, tão jovem e no auge da carreira. Inacreditável”, lamenta.

O estudante Victor Vernochi é fã "de carteirinha" da cantora e diz não ter processado a morte de Marília.

“Para falar a verdade eu tô muito, muito mal. Estava brincando com minha irmã e minha tia chegou falando da morte dela como suspeita. Depois meu avô chegou falando que tinha morrido mesmo. Abri o jornal e estava aparecendo isso. Chorei um pouco. É uma coisa que não se vê todo dia. Ela vai fazer muita falta, infelizmente. A vida é injusta”.

Trajetória

Foto de arquivo do dia 1º de novembro de 2021 mostra a cantora Marília Mendonça durante show na Lucky Friends Arena, em Sorocaba, no interior de São Paulo.— Foto: ANDRé CARDOSO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Foto de arquivo do dia 1º de novembro de 2021 mostra a cantora Marília Mendonça durante show na Lucky Friends Arena, em Sorocaba, no interior de São Paulo. — Foto: ANDRé CARDOSO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

As músicas de Marília Mendonça arrebataram o Brasil com letras e melodias intensas e românticas. Ela liderou uma reviravolta feminina no mercado sertanejo, que impôs mulheres como protagonistas do estilo até então dominado quase apenas por homens, a partir de 2016, no chamado "feminejo".

Ela nasceu em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995. Entre os seus grandes sucessos, que a colocaram como uma das cantoras mais ouvidas do país, estão “Infiel”, "De quem é a culpa?' e “Eu sei de cor”. Marília deixa um filho, Léo, que completa dois anos em dezembro. Relembre a trajetória.

Tragédia

Marília Mendonça — Foto: Arte G1

Marília Mendonça — Foto: Arte G1

Os bombeiros também confirmaram a morte através da seguinte nota: "O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais."

Um representante da Polícia Militar no local informou: "Infelizmente, em que pesem todos os esforços no local, de difícil acesso, a informação que se tem, repassada pelo médico, é que as cinco pessoas que estavam na aeronave vieram a óbito. Continuam os trabalhos."

A aeronave era um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros. Segundo a Anac, o avião está em situação regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.

Ainda não há informações sobre o motivo da queda. A Aeronáutica vai apurar as causas do acidente. Investigadores foram enviados para o local.

A Polícia Civil de Minas Gerais disse que enviou equipes de perícia criminal, investigadores e delegados ao local.

Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*