Carregando...

Covid mata 164 pessoas em MT nos primeiros 10 dias de 2020; ocupação de UTIs sobe e chega a 58%

Lacen atingiu a média de 4.454 testes aplicados para cada 100 mil habitantes — Foto: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Lacen atingiu a média de 4.454 testes aplicados para cada 100 mil habitantes — Foto: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Mato Grosso já registrou 164 mortes em decorrência da Covid-19 nos primeiros dez dias de 2020, que representa um aumento de 80% em relação ao número de mortes registradas nos primeiros dez dias de dezembro do ano passado. A taxa de ocupação de leitos também aumentou e chegou, nesse domingo (10) a 58%.

De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), o estado registrou 91 mortes por coronavírus nos primeiros dez dias de dezembro. O número de casos notificados também aumentou. Foram 6.472 casos do dia 1° ao dia 10 de dezembro, contra 8.908 casos do dia 1º ao dia 10 de janeiro deste ano.

  • Vereadora perde pai para a Covid-19 quatro dias depois da mãe morrer com a doença em MT
  • MT tem o mesmo número de mortes por Covid-19 que a China que tem população 398 vezes maior

Os primeiros dias de 2020 já registraram uma média de 16 mortes diárias pela doença. Outro índice que teve um aumento considerável foi a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado.

Até o dia 10 de dezembro, a taxa estava em 37%. Em novembro, ela havia chegado a 34%. No entanto, em um mês, a ocupação das UTIs subiu e chegou a 58% no último domingo (10).

Dados estaduais

Mato Grosso já registrou 4.684 mortes em decorrência da Covid-19 e mais de 189 mil casos da doença, até esse domingo (10). Em Cuiabá, já foram 1.225 mortes e 42,5 mil pessoas infectadas pelo coronavírus.

Há 872 pessoas internadas com a doença no estado, atualmente.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 236 internações em UTIs públicas e 267 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 58,56% para UTIs adulto e em 30% para enfermarias adulto.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*