Carregando...

Governo demite capitão da PM condenado por roubar, sequestrar e estuprar adolescente em MT

Policial Militar foi exonerado depois de ter sido condenado pela Justiça — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

Policial Militar foi exonerado depois de ter sido condenado pela Justiça — Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O governo de Mato Grosso cumpriu uma determinação judicial e demitiu um capitão da Polícia Militar que foi condenado pela Justiça por roubar, sequestrar e estuprar uma adolescente de 13 anos no Distrito de Currupira, em Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá, em 2014.

  • Compartilhar no WhatsApp
  • Compartilhar no Telegram

A Justiça determinou a perda de posto de oficial militar e da patente, sem direito à remuneração e indenização.

Condenação judicial

O TJMT determinou em agosto de 2018 a exoneração de um capitão da Polícia Militar condenado por roubo, sequestro e estupro.

A exoneração foi determinada após um recurso impetrado pelo governo do estado, por sugestão da corporação.

De acordo com o processo, a adolescente estava na porta da casa dela com o então namorado também adolescente, de 17 anos, quando foram abordados pelo policial.

Maicon usou uma arma para intimidar os adolescentes e obrigá-los a entrar no carro dele. O namorado da adolescente foi colocado no porta-malas do veículo e ela obrigada a sentar no banco do passageiro.

Os dois foram levados para uma estrada deserta na zona rural, onde o estupro foi cometido.

Após o crime, o policial tomou os celulares dos jovens e os abandonou na estrada, sob ameaça de matar os familiares, caso contassem a alguém sobre o ocorrido. O então oficial foi condenado e está preso em uma unidade militar do estado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*