Carregando...

BH amanhece com marcas de destruição após temporal desta sexta e Defesa Civil emite alerta

Avenida Tereza Cristina teve parte do asfalto arrancada após temporal em BH

Avenida Tereza Cristina teve parte do asfalto arrancada após temporal em BH

BH, 16/01: Parte do asfalto da Avenida Tereza Cristina foi arrancada após temporal desta sexta-feira (15) — Foto: Filipe Saddi/TV Globo

BH, 16/01: Parte do asfalto da Avenida Tereza Cristina foi arrancada após temporal desta sexta-feira (15) — Foto: Filipe Saddi/TV Globo

Belo Horizonte amanheceu com marcas de destruição, neste sábado (16), após o temporal que atingiu a cidade nesta sexta-feira (15). A Defesa Civil da capital emitiu um alerta de alto risco geológico válido até terça (19).

  • Chuva provoca estragos e alagamentos na Grande BH nesta sexta-feira

Em quatro horas, na última tarde, choveu na Região Oeste da cidade 24,4% do que era previsto para janeiro. Em 15 dias, o acumulado de chuva nesta parte da cidade chegou a 106,4% do que era esperado para o mês, segundo a Defesa Civil.

BH, 16/01: Avenida Tereza Cristina amanheceu destruída neste sábado— Foto: Lucas Franco/TV Globo

BH, 16/01: Avenida Tereza Cristina amanheceu destruída neste sábado — Foto: Lucas Franco/TV Globo

A Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste, teve parte do asfalto arrancada e, nesta manhã, a equipe da TV Globo flagrou um caminhão tendo dificuldade de passar por ela (veja no vídeo acima). No mesmo local, nesta sexta, um outro caminhão branco foi arrastado pela força da água. Não havia ninguém dentro dele.

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou que, neste sábado, continuavam interditados o trecho entre esta via e a Avenida Dom João VI, além de uma parte da Avenida Tereza Cristina em Contagem.

BH, 16/01: A dona de casa Rita Jardim de Souza teve a casa invadida pela água no bairro Betânia — Foto: Lucas Franco/TV Globo

BH, 16/01: A dona de casa Rita Jardim de Souza teve a casa invadida pela água no bairro Betânia — Foto: Lucas Franco/TV Globo

A dona de casa Rita Jardim de Souza contabilizava os prejuízos e esperava ajuda dos órgãos públicos. A residência dela foi invadida pela água, na Rua B1, no bairro Betânia, próximo à Avenida Tereza Cristina. Moradora do local há 20 anos, ela perdeu até mesmo a cesta básica da prefeitura que havia recebido nesta sexta.

BH, 16/01: Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste, teve parte do asfalto arrancada — Foto: Filipe Saddi/TV Globo

BH, 16/01: Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste, teve parte do asfalto arrancada — Foto: Filipe Saddi/TV Globo

Risco geológico

Risco geológico significa um aumento da chance de quedas de muro e de deslizamentos de terra. A Defesa Civil recomenda que as pessoas fiquem atentas a marcas nas construções e à saturação do solo.

Entre os sinais de que há algo errado estão trincas nas paredes, água empoçando no quintal, portas e janelas emperrando, rachaduras no solo, água minando da base de barranco e inclinação de postes e árvores.

Segundo o órgão, o risco geológico é considerado forte nas regiões Noroeste, Oeste e Barreiro. Na Região Centro-Sul, o alerta é de risco moderado.

BH, 15/01: Duas casas e uma loja foram afetados por desabamento no Cabana do Pai Tomás — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

BH, 15/01: Duas casas e uma loja foram afetados por desabamento no Cabana do Pai Tomás — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Na noite desta sexta-feira, residências desabaram no bairro Cabana do Pai Tomás, na Região Oeste de BH. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as estruturas não resistiram às fortes chuvas e a suspeita é que tenham sido prejudicadas por infiltrações. Duas casas e uma loja foram diretamente afetadas.

Ainda segundo os militares, ninguém se feriu, pois os danos ficaram restritos a cômodos que não estavam ocupados no momento. O local foi isolado e a Defesa Civil orientou os moradores.

Vídeos mais vistos do G1 MG:


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar