Carregando...

Dupla morre ao tentar assaltar policial militar em Santa Luzia, na Grande BH

Local do crime — Foto: Reprodução/Google Street View

Local do crime — Foto: Reprodução/Google Street View

Dois homens de 18 e 20 anos morreram na madrugada deste domingo (19) suspeitos de tentar assaltar um policial militar no bairro Cristina, em Santa Luzia, na Grande BH. Um deles ainda não foi identificado.

De acordo com o boletim de ocorrência, o militar estava largando o serviço por volta das 3h quando trafegava pela avenida Antônio de Pinho Tavares, ainda na altura do bairro Nova Conquista, quando teve o carro interceptado por uma moto com dois passageiros.

Em seguida, o homem que estava na garupa desceu, apontou uma arma para o carro e ordenou que encostasse o veículo. O militar então sacou a arma e atirou cinco vezes contra o suspeito, que caiu no chão. O outro, que conduzia a moto, fugiu a pé.

O militar acionou o socorro e viu que a arma do suspeito estava carregada. Ele chegou a ser atendido na UPA São Benedito, mas não resistiu e morreu.

Foto ilustrativa — Foto: Reprodução/TV Globo

Foto ilustrativa — Foto: Reprodução/TV Globo

  • Dois passageiros morrem após embarcação tombar no Lago de Furnas, em Capitólio
  • Caminhoneiro que atingiu vários carros e casas na Grande BH usou rebite, cocaína e dirigiu 5 dias sem dormir; ele foi preso em flagrante

Testemunhas relataram aos policiais que o homem que conduzia a moto entrou em um matagal na mesma avenida. Pouco tempo depois, encontraram ele caído em um quintal de uma casa, já morto. Ele ainda não foi identificado.

A dupla já havia assaltado um outro homem pouco tempo antes, por volta das 2h30, no bairro Três Corações, também em Santa Luzia. A vítima reconheceu o homem que morreu na UPA.

Oficiais da PM rastrearam a placa da moto utilizada para o crime e chegaram a um outro homem, morador do bairro Baronesa, também em Santa Luzia. Ele contou aos militares que quem estava na posse da moto era o sobrinho, que estava na garupa no momento do assalto, e reconheceu o corpo dele na UPA. Disse não saber com quem ele estava no momento.

A perícia esteve no local e os corpos removidos. O homem identificado tinha como codinome "Melequinha" e era velho conhecido da polícia, tendo passagens por tráfico, homicídio e porte ilegal de armas.

Vídeos mais vistos g1 MG

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*