Carregando...

Menina de BH vence luta contra adversária maior para ganhar açaí - Notícias - R7 Minas Gerais

O vídeo de uma garotinha lutando jiu-jitsu em Belo Horizonte viralizou nas redes sociais e já tem milhões de visualizações. A pequena Maria Clara, de 9 anos, conseguiu vencer uma adversária mais velha e bem maior. A motivação para superar o desafio foi um pote de açaí prometido pelo professor. 

A disputa aconteceu em um campeonato da arte marcial, no dia 12 de junho, na capital mineira. A organização não queria permitir a luta entre as duas, já que tinham tamanhos e pesos diferentes. O professor, Vinícius Campos, motivou a aluna e disse que se ela conseguisse vencer a adversária, ela ganharia um açaí. "Eu disse que se ficássemos em terceiro lugar no geral de grupos, íamos ter rodada para todos.", contou. 

O pai de Maria Clara, Henrique Dias, que também é professor de jiu-jitsu, acompanhou a luta da filha e postou tudo nas redes sociais. No Instagram, o vídeo já tem mais de 140 mil visualizações e no TikTok já soma três milhões de views. O pai conta que ficou impressionado com a diferença entre as duas, mas a filha conseguiu levar a melhor. 

"Eu sempre vou aos campeonatos buscando um momento engraçado ou uma luta que chame atenção. Quando eu vi a diferença de tamanho entre as duas, eu pensei: essa luta vai movimentar a internet", disse sobre a gravação que viralizou. 

Depois de um minuto e meio de luta no tatame, a pequena Maria Clara deu o golpe final conhecido como chave de braço e foi aplaudida de pé pela torcida. E no final do vídeo, quando questionada qual a motivação para conseguir vencer, ela contou que foi tudo pensando na sobremesa. Além da medalha de ouro, a garotinha levou para a casa o prometido pote de açaí por sua primeira vitória em uma disputa.  

"O professor pediu para fazer o que a gente aprendeu aqui na academia. E eu fiz. Ele disse que eu ganharia um açaí", relembrou a pequena lutadora. 

Jiu-jitsu na família

A paixão pelo jiu-jitsu e a dedicação ao esporte vem de família. Maria Clara começou a treinar há dois anos incentivada pelos pais. A mãe Beatriz Souza, professora de natação, conta que sempre incentivou a filha a praticar esporte, assim como ela foi incentivada na infância, e vê que a menina se encontrou na luta. 

"Desde quando eu era pequena, eu gostava muito de praticar esportes e depois eu conheci o jiu-jitsu. Tive a Maria Clara e ela começou a me acompanhar", contou Beatriz. 

Na época do vídeo, Maria Clara era faixa branca, mas agora ela já conquistou a faixa amarela. Os pais e o professor ficaram orgulhosos da pequena lutadora. 

"Não pode desistir, mesmo parecendo um desafio impossível", finalizou a garotinha. 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*