Carregando...

Moradores de rua que morreram após passar mal em Suzano não foram envenenados, diz polícia

Bruno Wilson Santos Barbosa, de 27 anos, vivia em situação de rua e morreu após passar mal em Suzano — Foto: Ana Daniele dos Santos Machado/Arquivo Pessoal

Bruno Wilson Santos Barbosa, de 27 anos, vivia em situação de rua e morreu após passar mal em Suzano — Foto: Ana Daniele dos Santos Machado/Arquivo Pessoal

Os dois moradores de rua que morreram depois de passar mal no ano passado, em Suzano, não foram envenenados. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta terça-feira (19). De acordo com o delegado Lourival Noronha, o laudo necroscópico constatou o consumo de bebida alcoólica, mas a causa das mortes ficou indeterminada.

Os óbitos ocorreram nos dias 31 de outubro e 22 de novembro. Além das vítimas, um terceiro homem em situação de rua também passou mal e foi internado. De acordo com a Polícia Civil, os três viviam em uma mesma rua da Vila Maluf e não tinham sinais de violência. Como dependiam de doações, inclusive de alimentos, as famílias temiam que as mortes tivessem sido causadas propositalmente.

Ainda de acordo com o delegado, o resultado dos laudos será encaminhado para a Justiça, que deve decidir se o caso será arquivado ou não.

Relembre o caso

A primeira vítima foi Bruno Wilson Santos Barbosa, de 27 anos. Segundo o depoimento de um vigilante à polícia, o rapaz estava acompanhado de um homem quando entrou em um hipermercado da Avenida Vereador João Batista Fitipaldi para usar o banheiro. Ao sair, ele desmaiou no estacionamento.

Leia Também

  • Em menos de um mês, dois moradores de rua morrem e um terceiro é internado em estado grave após passarem mal em Suzano
  • Polícia investiga morte de homem em estacionamento de comércio em Suzano

O boletim de ocorrência afirma que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado. O resgate chegou em menos de 15 minutos e logo a morte foi confirmada. Um perito que avaliou o local não encontrou indícios de violência. O corpo de Bruno tinha uma única lesão no braço, que pode ter sido causada pela queda.

Filha de morador de rua encontrado morto após passar mal em Suzano teme envenenamento; Cid Eugênio tinha 65 anos — Foto: Camila da Silva Eugênio/Arquivo Pessoal

Filha de morador de rua encontrado morto após passar mal em Suzano teme envenenamento; Cid Eugênio tinha 65 anos — Foto: Camila da Silva Eugênio/Arquivo Pessoal

Menos de um mês depois, outro homem morreu de forma parecida. A vítima, de 65 anos, vivia na mesma rua e também foi encontrada no estacionamento do supermercado. Um funcionário teria dito à equipe de resgate que ele teve um mal-estar e o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram chamados. As equipes tentaram reanimá-lo, mas ele não resistiu e acabou morrendo.

Neste mesmo dia, um terceiro morador de rua também passou mal e foi internado. Ele sobreviveu e disse em depoimento à polícia que havia bebido pinga.

Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*