Carregando...

Moradores do Parque Viviane, em Itaquaquecetuba, sofrem com problemas nas ruas do bairro

Moradores reclamam de rua esburacadas, no Parque Viviane, em Itaquaquecetuba

Moradores reclamam de rua esburacadas, no Parque Viviane, em Itaquaquecetuba

Buracos e mais buracos de todos os tamanhos. Mesmo sendo curto, um trecho da Estrada Antônio Cordeiro Rosa, em Itaquaquecetuba tem dado o que falar.

“Parece uma peneira essa rua, não é mais buraqueira, é rua da peneira”, disse a atriz Penélope Silva, moradora do local.

“É difícil morar por aqui porque a gente não tem saneamento básico nessa parte de cá. E aí o que acontece: a água daqui de cima desce para cá e faz tudo isso daí que vocês estão vendo. Não está tão pior porque a gente ontem jogou um cascalho aqui. Mas mesmo assim, a prefeitura não faz o serviço direito”, diz a atriz.

Um problema, que segundo os moradores é antigo, dura mais de uma década. “Isso aqui é uma calamidade, né? Porque a gente paga imposto, a gente paga tudo direitinho, conta de água, conta de luz. E é tudo desse jeito aqui. Então, a gente só gasta dinheiro e, como diz o outro, só dá e não recebe, né?”, conta o aposentado Francisco dos Anjos.

O Diário TV já mostrou essa situação no fim do ano passado. Na época, em nota, a Prefeitura de Itaquaquecetuba disse que já existia um projeto de recapeamento e que a licitação estava prevista para o início deste ano.

Seis meses depois, nada mudou. E isso tem tirado a paciência de muita gente. “Aqui sempre é assim. Faz tempo que a gente passa aqui e não melhora nada, é bem precário aqui. A gente tenta desviar para outro lugar, mas você vai para outro lugar e é a mesma coisa. Então, não tem saída”, conta o encarregado Vilmar Alves, que trafega pela via.

Se para os carros está difícil, para quem depende da bicicleta está pior ainda. É que nesse caso, é impossível andar na via. O jeito é ir para a calçada.

“Aqui eu já caí e não dá para andar. Não dá para andar aqui de nada. Olha o ponto de ônibus como é que está, cheio de lama. Não dá para ninguém ficar no ponto de ônibus”, disse o aposentado e ciclista José Domingos Julião.

Estrada Antônio Cordeiro Rosa, no Parque Viviane, em Itaquaquecetuba, está repleta de buracos. — Foto: TV Diário/Reprodução

Estrada Antônio Cordeiro Rosa, no Parque Viviane, em Itaquaquecetuba, está repleta de buracos. — Foto: TV Diário/Reprodução

“Tenho medo sim, tenho medo. Porque dá medo. Porque é muito buraco, qualquer descuido a gente pode cair. Quem pedala, pode quebrar uma perna, braço. Fica difícil para manter a família. Aí é complicado, a gente reclama por melhoras”, explica a dona de casa Gilvanete Sobrinho.

Para piorar, em um ponto da estrada ainda tem um bueiro sem tampa, um perigo, principalmente para quem está de moto. E quando anoitece, o perigo aumenta. Em um trecho, tem apenas um poste com lâmpada e não dá para ver quase nada.

“Tem um ponto de ônibus ali. Tem um pessoal no ponto de ônibus, está vendo? Dá para ver. Do outro lado tem uma ‘invasãozinha’ que estão fazendo no muro ali, dos barracos. Tem esse negócio aqui que deixa um monte de carro na calçada. E tem umas meninas aqui no ponto de ônibus. Está vendo? A gente pega ônibus aqui de noite. Ela falou que é perigoso, viu? É perigoso”, conta Penélope em um vídeo gravado em enviado à produção do Diário TV.

Com todos esses problemas, dá para ver que as promessas do poder público ficaram esquecidas e o resultado do descaso é a revolta.

“Passo [no local] todo dia. É a situação precária que a gente está vivendo aí, perto de um supermercado onde tem um fluxo de movimento, transporte público, de vários carros que cortam todos os bairros vizinhos e a gente está nessa situação há muito tempo já, esperando aí. Colocaram uma placa de aviso, mas até agora nada. A gente vê outras ruas que até poderiam esperar mais do que essa sendo asfaltada, mas até aqui não chegou o trabalho da prefeitura. É um trecho pequeno, mas vai ter que fazer um bom trabalho, porque já fizeram algumas reformas, mas não dá conta, porque desce essa água desse morro aí e a água no asfalto não combina, sempre estraga. Então, está demorando, mas se eles vierem e fazerem um trabalho definitivo, pelo menos, vai ajudar a gente bastante”, disse o fiscal de caixa Samuel de Medeiros.

“É só buraco nessa avenida, está feio, está feio. Ali para a frente está pior”, contou um motorista que passava pela estrada.

A reportagem do Diário TV esteve na via nesta quarta-feira (22). Motoristas que passavam pelo local disseram que não aguentam mais passar pela via.

Já na Rua Serra Grande, também no Parque Viviane, os moradores disseram que obras de asfaltamento foram feitas há pouco mais de dois meses. Entretanto, a rua, que possui grande fluxo de carros, não possui sinalização vertical e horizontal, o que causa preocupação para quem vive e passa pela região. Uma escola também está localizada na via, o que preocupa pais e responsáveis dos alunos.

Os moradores disseram à produção do Diário TV que solicitam a colocação de uma lombada na Rua Serra Grande para evitar controlar a velocidade dos veículos e diminuir o risco de acidentes.

O que diz a Prefeitura de Itaquaquecetuba

A administração do município disse à produção do Diário TV que há duas licitações para resolver os problemas de iluminação pública e a situação do asfalto.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba ainda disse que o bairro Parque Viviane está em processo de regularização. Após a resolução dessa situação, será realizado o investimento necessário na região.

Além disso, a Prefeitura informou que será encaminhada uma equipe até o local mencionado para a realização de uma vistoria e até um final desta semana uma tampa será colocada no bueiro da Estrada Antônio Cordeiro Rosa.

Assista a mais notícias sobre o Alto Tietê

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*