Carregando...

Pfizer acusa ex-funcionária de roubar documentos secretos da vacina contra a Covid-19

Vacina contra Covid da Pfizer — Foto: Carla Cleto/Ascom Sesau

Vacina contra Covid da Pfizer — Foto: Carla Cleto/Ascom Sesau

A farmacêutica americana Pfizer acusou uma ex-funcionária de roubar documentos secretos, inclusive alguns relacionados à vacina contra a Covid-19, dos computadores da companhia.

Uma denúncia formal foi apresentada na terça-feira (25) a um tribunal de San Diego, na Califórnia, e afirma que Chun Xiao Li teria salvado mais de 12 mil arquivos da empresa em uma conta pessoal.

A farmacêutica alega que Chun teria guardado os documentos pouco antes de se demitir e enquanto se preparava para ir trabalhar em uma empresa concorrente.

A funcionária teria rompido com o acordo de confidencialidade, previsto em contrato, ao subir os arquivos digitais para uma conta pessoal usando um notebook da própria companhia.

Um juiz federal concedeu à farmacêutica uma ordem restritiva contra a ex-funcionária e ordenou que Chun não compartilhe nem destrua os arquivos roubados.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*