Carregando...

"Ataque aconteceu na praça de alimentação", afirma brasileiro testemunha de tiros na Dinamarca

Pessoas saem do shopping Field, depois que a polícia dinamarquesa disse ter recebido relatos de tiroteio, em Copenhague. — Foto: Olafur Steinar Gestsson via REUTERS

Pessoas saem do shopping Field, depois que a polícia dinamarquesa disse ter recebido relatos de tiroteio, em Copenhague. — Foto: Olafur Steinar Gestsson via REUTERS

Em entrevista à GloboNews, o jornalista brasileiro Joseph Dana, que mora na Dinamarca, contou os momentos de terror durante o tiroteio que matou e feriu diversas pessoas em um shopping center na capital Copenhague.

Segundo ele, cerca de seis tiros foram disparados, causando correria e gritaria. “Foram três ou quatro tiros, depois um breve intervalo, e mais três. Nessa hora, vi muita gente correndo e gritando, em direção à saída”.

O jornalista contou que o ataque a tiros aconteceu por volta das 18h (horário local), que coincide com a hora de jantar dos dinamarqueses. Com isso o shopping estava bastante cheio, especialmente no segundo andar, onde os tiros ocorreram.

“O segundo andar tem, além da praça de alimentação, uma área de diversão infantil e uma academia de ginástica. Por isso, é frequentada por muitas famílias”.

Joseph também contou que o shopping funciona como ponto de encontro para quem vai a uma arena de shows localizada na região. “Muitas pessoas aproveitam para jantar ali antes de ir aos espetáculos. Isso também fez com o que o fluxo de pessoas estivesse maior nesse horário."

Neste domingo (3), o cantor Harry Styles tinha uma apresentação programada na arena.

O jornalista, que mora no mesmo bairro do shopping, afirmou que as ruas estão fechadas pela polícia, que investiga se o suspeito preso, um dinamarquês de 22 anos, agiu ou não sozinho na ação.

VÍDEOS: veja os mais recentes do g1

200 vídeos

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*