Carregando...

Papa Francisco pede desculpas por adiar viagem à África

  • Ponte despenca durante reinauguração com autoridades; assista
  • Rússia entrega corpos de soldados de Azovstal para Ucrânia
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

O papa Francisco pediu desculpas aos povos e às autoridades da República Democrática do Congo e do Sudão do Sul por ter adiado a viagem que faria aos dois países no início de julho. A mudança foi provocada por conta dos recorrentes problemas no joelho direito do líder católico.
    "Caríssimos, com grande desgosto por causa dos problemas na perna, eu precisei adiar a minha visita nos seus países programada para os primeiros dias de julho. Eu realmente lamento muito por precisar adiar essa viagem que queria muitíssimo. Peço desculpas por isso", disse aos fiéis durante o Angelus desse domingo (12).
    Francisco ainda pediu para que todos rezassem "para que com a ajuda de Deus e dos tratamentos médicos, eu possa ir até vocês o mais rápido possível". "Confiamos nisso", acrescentou ainda.
    A visita do líder da Igreja Católica estava marcada para os dias 2 a 7 de julho e incluía 11 discursos e homilias, além de diversos encontros formais com autoridades, líderes políticos e religiosos e uma visita a um campo de deslocados internos do Sudão do Sul.
    No entanto, desde o início de maio, Francisco vem usando uma cadeira de rodas para se locomover até mesmo no Vaticano e, segundo um arcebispo argentino, faz duas horas de fisioterapia por dia para tentar se recuperar. A Santa Sé também confirmou que o argentino de 85 anos já fez infiltrações para tentar melhorar da lesão nos ligamentos.
    Ucrânia - Durante o Angelus, o Papa voltou a rezar para o fim da guerra na Ucrânia e à "população ucraniana atingida" pelo conflito.
    "Que o tempo que passa não esfrie a nossa dor e a nossa preocupação por aquela gente martirizada. Por favor, não nos habituemos a essa trágica realidade, tenhamos ela sempre no coração, rezemos e lutemos pela paz", disse aos fiéis. .
   


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*