Carregando...

Repórter morre aos 43 anos com doença terminal horas após postar despedida na web

Repórter morre aos 43 anos com doença terminal horas após postar despedida na web
Repórter morre aos 43 anos com doença terminal horas após postar despedida na web
Foto: Reprodução/ Daily Mail

A repórter irlandesa Aideen Kennedy morreu aos 43 anos por causa de uma doença terminal. A notícia foi confirmada horas depois dela publicar uma mensagem se despedindo no Twitter, se dirigindo aos fãs.

Segundo veículos internacionais, a profissional ficou conhecida por sua carreira na UTV. No Twitter, a jornalista soma mais de 16 mil seguidores e publicou um post em seu perfil para atualizar as pessoas que sua luta contra a doença estava chegando ao fim.

  • Homem que desistiu de ser humano mostra sua nova rotina como um cão
  • Homem é executado com mais de 80 tiros dentro de BMW blindada
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

“Então a vida não correu bem e estou tão doente quanto estava quando fui para o hospital, essencialmente indo para casa para morrer, mas recebendo cuidados paliativos. As crianças sabem. Se você se deparar com elas, você vai ficar de olho nelas, elas são as crianças mais gentis, doces e atenciosas”, escreveu Aideen, pouco antes morrer. 

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a ex-colega da UTV, Rita Fitzgerald, fez uma postagem lamentando a morte da amiga: 'Querida Aideen, sinto muito por ouvir isso. Meu coração está partido por você.

Já sua amiga Emma Little-Pengally, que confirmou a morte de Aideen, escreveu: “Absolutamente devastada. Minha linda, engraçada e gentil amiga Aideen faleceu.

O ex-editor político da UTV, Ken Reid, twittou: “Esta noite, o pensamento de que Aideen não está mais conosco é apenas de partir o coração. Uma alma decente que sofreu demais. A notícia surpreendeu muitos de nós. Todos nós precisamos nos cuidar. Deus a abençoe". 

Aideen deixa dois filhos e os pais Noel e Maura. Segundo o veículo britânico, o irmão da jornalista morreu aos 35 anos com um tumor cerebral em 2016, enquanto sua irmã Fiona faleceu aos 44 anos no mesmo ano com câncer. Ela também disse ao Belfast Telegraph em 2018 que seu irmão mais velho Rory havia morrido em um acidente de trânsito, algum tempo depois de seu primeiro aniversário.

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*