Carregando...

Dom e Bruno: Em reconstituição, suspeito se contradiz e fala em troca de tiros

O pescador Amarildo Oliveira, o "Pelado", entrou em contradição durante a reconstituição dos assassinatos de Bruno Pereira e Dom Phillips, a afirmar que participou apenas da ocultação dos corpos, e acusar Jeferson Lima, o "Pelado da Dinha" de ser o autor dos disparos. Em depoimento à Polícia Federal, ele havia confessado a autoria dos tiros.

No dia 15 de junho, Pelado foi levado pela Policia Federal para indicar o local aonde estava o corpo do indigenista Bruno Araujo Pereira e do jornalista Dom Phillips. Foto: Wilton Junior/Estadão

Durante a reconstituição, um delegado da PF narra que Bruno e Dom desciam o rio Itaquaí no barco quando foram avistados por Amarildo e Jeferson. Segundo Amarildo, Bruno e Jeferson começaram a discutir. Ao ser questionado se viu a hora em que Jeferson atirou, Amarildo confirma, e diz que Bruno, que tinha porte de arma, teria revidado.

  • Homem que desistiu de ser humano mostra sua nova rotina como um cão
  • Homem é executado com mais de 80 tiros dentro de BMW blindada
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

Neste momento, ele entra em nova contradição. No início, diz que viu a discussão a distância. Depois, admite que estava no barco com Jeferson. Bruno foi atingido por três tiros e Dom foi morto por um disparo. O vídeo da reconstituição foi revelado na segunda-feira, 21, pelo Jornal Nacional, da TV Globo.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*