Carregando...

Polícia Civil pede prisão de procurador que agrediu colega em SP

Vítima teve ferimentos no rosto após ser agredida por procurador em SP
Vítima teve ferimentos no rosto após ser agredida por procurador em SP
Foto: Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de São Paulo pediu a prisão do procurador Demétrius de Oliveira de Macedo que agrediu a socos a colega de trabalho Gabriela Samadello Monteiro de Barros. 

A agressão aconteceu dentro da prefeitura de Registro, cidade do interior de São Paulo, onde os dois trabalham.

  • Brasil de Tuhu destaca a importância da música na educação
  • Inclusão e transparência: jovens LGBTQIA+ sabem o que buscam em candidatos
  • Quem são os pastores e o ex-ministro presos em operação da Polícia Federal?
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

A informação do pedido de prisão foi divulgada pelo governador do estado de São Paulo, Rodrigo Garcia.

Agora cabe a justiça acatar o pedido e realizar a prisão.

Gabriela Samadello Monteiro de Barros, 39, foi agredida a socos pelo colega de trabalho Demétrius Oliveira de Macedo, 34, dentro da prefeitura de Registro, no interior de São Paulo.

No vídeo que circula nas redes sociais, o procurador aparece dando socos na mulher que já estava no chão. Nas imagens é possível ver que uma segunda funcionária foi empurrada contra a porta ao tentar segurar o homem. Ainda é possível ouvir Macedo xingando a procuradora.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*