Carregando...

Bolsonaro é provocado por youtuber e se envolve em confusão no Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro envolveu-se na manhã desta quinta-feira em uma confusão com um youtuber que ficou o provocando durante a tradicional parada dele para conversar com apoiadores na pista de acesso ao Palácio da Alvorada.

Segundo imagens divulgadas pelo portal de notícias G1, o youtuber Wilker Leão, com um celular em punho e próximo do presidente e simpatizantes, tentou questioná-lo de uma série de iniciativas adotadas durante o governo.

  • Ciro Gomes discute ao vivo com jornalista no 'Roda Viva'; assista
  • Pesquisa FSB/BTG: Lula amplia vantagem em relação a Bolsonaro
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

No momento em que o cobra acerca da decisão dele de limitar o alcance da delação premiada, uma pessoa puxa o youtuber para longe do grupo. Leão, então, começa a fazer uma série de ofensas ao presidente, chamando-o de "covarde", "tchuchuca do centrão", "safado" e "vagabundo".

Cerca de um minuto depois, o youtuber se aproxima novamente de Bolsonaro, que segue em direção a ele.

"Fala comigo, vem cá, vem cá", disse o presidente, em uma reação na qual aparenta tentar pegar o aparelho de celular dele pelo braço, mas acabou puxando Leão pela gola da camisa.

Ato contínuo, seguranças do presidente afastam-no da situação e também levam o youtuber para um outro lugar, aparentemente sem o celular em mãos. Minutos depois, com os ânimos mais calmos, Bolsonaro conversa com o rapaz, sem qualquer gravação pelo aparelho pessoal de Leão, que o questiona sobre orçamento secreto, apoio do centrão e reforma tributária, entre outros temas.

No vídeo do G1, Leão --que se diz apoiador do presidente, mas cujo canal do Youtube tem uma série de vídeos questionando bolsonaristas-- disse que Bolsonaro está adotando atitudes como as de governos do PT.

Procuradas por email, a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) e o Gabinete de Segurança Institucional não responderam de imediato a pedido de comentário.

(Redação Brasília)


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar