Carregando...

Casos graves de Covid em Pernambuco crescem mais em jovens de 30 a 39 anos, no mês de maio

Gráfico mostra quantidade de casos graves de Covid-19 por mês de notificação em 2021 — Foto: Reprodução/TV Globo

Gráfico mostra quantidade de casos graves de Covid-19 por mês de notificação em 2021 — Foto: Reprodução/TV Globo

Os casos graves da Covid-19 em Pernambuco continuam crescendo entre os jovens. Entre todas as faixas etárias, pessoas que têm entre 30 e 39 anos de idade tiveram o maior crescimento de casos graves no mês de maio.

De acordo com dados disponibilizados pela Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag-PE), os casos graves nessa faixa de idade cresceram 24% entre abril e maio. Em abril, 405 pessoas apresentaram os sintomas graves da Covid-19. Em maio, esse número subiu para 512.

A maior parte dos casos graves de maio foi registrada em moradores da Região Metropolitana do Recife. Das 512 notificações do mês, 203 foram de moradores do Grande Recife.

Os dados foram analisados pela data de notificação dos casos com resultado positivo para a Covid-19. As faixas etárias exploradas são as mesmas que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) utiliza na divulgação dos dados – 10 anos de intervalo entre as idades.

A segunda faixa etária com maior crescimento percentual de casos graves em maio é de 20 a 29 anos. Nesse perfil, o aumento observado é de 22%, apesar de ter um menor volume de casos. Foram 121 doentes graves em abril e 149, em maio.

Gráfico mostra registro recorde de casos graves da Covid-19 no Sertão em maio de 2021 — Foto: Reprodução/TV Globo

Gráfico mostra registro recorde de casos graves da Covid-19 no Sertão em maio de 2021 — Foto: Reprodução/TV Globo

A região do Sertão registrou o recorde de doentes graves nessa faixa etária em maio. Dos 149 registrados no estado, 39 foram em cidades do Sertão. Até então, a maior quantidade de graves nessa faixa etária na região havia sido registrada em julho de 2020 ( 27 casos).

A terceira faixa de idade com maior crescimento percentual de graves em maio é de 40 a 49 anos. O mês de abril teve 682 casos graves em Pernambuco, enquanto maio teve 850 registros. Um aumento de 21% entre um mês e outro.

Gráfico mostra que Agreste e Sertão registraram recorde de casos graves em pessoas com 40 a 49 anos em maio — Foto: Reprodução/TV Globo

Gráfico mostra que Agreste e Sertão registraram recorde de casos graves em pessoas com 40 a 49 anos em maio — Foto: Reprodução/TV Globo

Nessa faixa etária, tanto o Sertão, quanto o Agreste bateram recorde de registros de graves em maio. No Sertão, foram 176 casos. No Agreste, 235 pessoas dessa faixa de idade tiveram sintomas graves. Números nunca observados nessas regiões em pessoas de 40 a 49 anos, desde o início da pandemia.

A quarta faixa etária que apresenta crescimento de casos graves em maio é a que compreende pessoas entre 50 e 59 anos. O crescimento foi de 15%.

Ao todo, 1.117 pessoas com 50 a 59 anos adoeceram do perfil grave da Covid-19 em maio. Em abril, foram 938. Essa faixa etária registrou a maior quantidade de casos graves do estado em maio.

Gráfico mostra quantidade de casos graves notificados em maio por faixa etária — Foto: Reprodução/TV Globo

Gráfico mostra quantidade de casos graves notificados em maio por faixa etária — Foto: Reprodução/TV Globo

Análise de casos graves em 2021 por faixa etária

Até 9 anos – Este ano, 102 casos graves e 9 mortes foram registrados em bebês e crianças até 9 anos. A quantidade mensal de notificações de casos graves ficou estável na maioria dos meses (7 em janeiro; 23 em fevereiro; 20 em março; 29 em abril; 23 em maio; nenhum registro em junho).

10 a 19 anos – Em 2021, 62 crianças e adolescentes nessa faixa etária desenvolveram sintomas graves da Covid-19 (6 em janeiro; 11 em fevereiro; 18 em março; 11 em abril; 16 em maio; nenhum em registro em junho). Ao todo, 9 óbitos foram registrados nessa faixa etária.

20 a 29 anos – Este ano, 449 casos graves foram notificados nessa faixa de idade (24 em janeiro; 31 em fevereiro; 107 em março; 121 em abril; 149 em maio; 17 na primeira semana de junho). Em 2021, o estado registrou 69 mortes em pessoas com 20 a 29 anos.

30 a 39 anos – Em 2021, foram registrados 1.556 casos graves em pessoas com 30 a 39 anos (102 em janeiro; 119 em fevereiro; 366 em março; 405 em abril; 512 em maio; 52 na primeira semana de junho). Ao todo, 293 pessoas morreram nessa faixa etária este ano.

40 a 49 anos – Os casos graves da Covid-19, este ano, foram registrados em 2.648 pessoas nessa faixa etária (163 em janeiro; 219 em fevereiro; 646 em março; 682 em abril; 850 em maio; 88 na primeira semana de junho). Quase metade (49,3%) das mortes nessa faixa etária aconteceram este ano. Foram 604 óbitos em 2021, e 621, em 2020.

50 a 59 anos – Esta é a faixa etária com o maior volume de casos graves da Covid-19 este ano: 3.559, ao todo (288 em janeiro; 313 em fevereiro; 812 em março; 938 em abril; 1.117 em maio; 91 na primeira semana de junho). No total, 1.062 pessoas morreram em 2021.

60 a 69 anos – Os casos graves nessa faixa de idade cresceram até abril e começaram a apresentar queda em seguida. Foram 3.329 graves este ano (355 em janeiro; 349 em fevereiro; 887 em março; 934 em abril; 752 em maio; 52 na primeira semana de junho). Em 2021, 1.463 pessoas nessa faixa etária morreram por Covid-19.

70 a 70 anos – Nessa faixa de idade, os casos graves caem desde o mês de abril. Em 2021, foram notificados 2.509 casos de Covid-19 no perfil grave (335 em janeiro; 323 em fevereiro; 744 em março; 701 em abril; 376 em maio; 30 na primeira semana de junho). No total, 1.444 pessoas morreram este ano.

80 anos ou mais – Os casos também estão em queda desde abril, nessa faixa etária. Este ano, 1.796 foram registrados em pessoas com 80 anos ou mais (337 em janeiro; 270 em fevereiro; 447 em março; 372 em abril; 349 em maio; 21 na primeira semana de junho).

Ao contrário do que aconteceu em 2020, essa faixa etária não registra mais o maior volume de mortes por Covid-19. Este ano, 1.157 idosos com 80 anos ou mais morreram pela doença. Números menores que os observados nas faixas etárias de 60-69 e 70-79 anos, em que morreram 1.463 e 1.444 pessoas, respectivamente.

Casos diários

Mais 1.876 casos da Covid-19 e 111 mortes provocadas com a doença foram registrados nesta terça-feira (8), em Pernambuco. Este foi o maior número de óbitos confirmados em um dia desde 26 de junho de 2020, quando foram contabilizadas 122 vidas perdidas devido à infecção. O estado totalizou 16.468 mortos e 502.697 infectados, desde março de 2020, com os primeiros casos no estado.

VÍDEOS: Os mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*