Carregando...

Rodízio de abastecimento de água tem redução para 152 mil moradores de Carpina, Paudalho e Tracunhaém

Rodízio de água foi reduzido emtrês cidades da Zona da mata Norte de Pernambuco— Foto: Igor Jácome/G1

Rodízio de água foi reduzido em três cidades da Zona da mata Norte de Pernambuco — Foto: Igor Jácome/G1

Cerca de 152 mil moradores de três municípios da Zona da Mata Norte de Pernambuco contam com mais água nas torneiras. Com o encerramento de uma obra em uma estação de tratamento, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou, nesta quarta (1º), a redução do rodízio em Tracunhaém, Paudalho e Carpina.

Por meio de nota, a empresa disse que concluiu o serviço nos filtros da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Paudalho.

Desde junho, os moradores das três cidades estavam com sistema de rodízio ampliado de forma provisória.

O problema foi provocado pela redução na vazão de distribuição por causa da dificuldade na captação no manancial Cursaí/Orá. Esse reservatório ficou com a água muito turva após as chuvas ocorridas na região.

Com o calendário estendido de rodízio, o abastecimento nas três cidades era de seis dias com água e 12 dias sem serviço.

Isso valia para as áreas planas. Nas localidades mais altas, o regime previa três dias com água e 15 dias sem abastecimento.

Com o fim da obra, o novo calendário ficou diferente em cada cidade. Carpina, agora, recebe água em um esquema de dois dias com e cinco dias sem.

Em Paudalho, são seis dias com água e seis dias sem abastecimento. Tracunhaém ficou no sistema de dois dias com água e oito dias sem.

Ainda de acordo com a Compesa, o novo regime de abastecimento beneficia 83 mil pessoas em Carpina, 56 mil habitantes, em Paudalho, além de 13 mil moradores de Tracunhaém.

Os novos calendários podem ser acessados no site da empresa, na aba "calendário de abastecimento".

Mais assistidos em Pernambuco em sete dias

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*