Carregando...

Centenas de cigarros eletrônicos contrabandeados e vendidos ilegalmente são apreendidos no Recife

Cigarros eletrônicos contrabandeados foram apreendidos no Recife — Foto: PF/Divulgação

Cigarros eletrônicos contrabandeados foram apreendidos no Recife — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal e a Receita Federal apreenderam nesta quinta-feira (18) centenas de cigarros eletrônicos contrabandeados, vendidos ilegalmente no Recife. Ao todo, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em um comércio e uma casa em Boa Viagem e outra residência na Imbiribeira, todos os locais na Zona Sul.

  • Compartilhe no WhatsApp
  • Compartilhe no Telegram

O número exato de materiais apreendidos ainda está sendo contabilizado pela Polícia Federal. A venda, importação e propaganda desses equipamentos é proibida no Brasil, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com a Polícia Federal, os cigarros eletrônicos e acessórios eram vendidos tanto pela internet quanto presencialmente, em bares e restaurantes da capital. Os investigados compravam o material de países como Paraguai e China e comercializam por meio de ambulantes e em aplicativos.

Cigarros eletrônicos apreendidos no Recife — Foto: PF/Divulgação

Cigarros eletrônicos apreendidos no Recife — Foto: PF/Divulgação

LEIA TAMBÉM:

  • Entenda proibição, como funcionam e riscos do cigarro eletrônico

A operação foi nomeada "Cigarro a vapor", em referência à forma de funcionamento desses equipamentos. Segundo o chefe de Comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, os mandados foram cumpridos ao mesmo tempo.

"A investigação busca identificar todos os envolvidos e confirmar o modo de atuação dos grupos investigados, que adquirem os produtos proibidos geralmente no Paraguai e na China e comercializam por meio de vendedores ambulantes e em aplicativo de compra e venda pela internet", afirmou.

Não houve prisões na operação. Os investigados vão responder na Justiça pelo crime de contrabando, cuja pena pode chegar a cinco anos de reclusão.

"Os cigarros eletrônicos são aparelhos alimentados por bateria de lítio e um cartucho ou refil, que armazena o líquido. Esse aparelho tem um atomizador, que aquece e vaporiza a nicotina. O cigarro eletrônico não contém alcatrão, amônia, monóxido de carbono, mas contém a nicotina, que tem efeito cancerígeno", disse Giovani Santoro.

Cigarro eletrônico: vaporizador de 1,5 mil tragadas seria equivalente a cinco maços

Cigarro eletrônico: vaporizador de 1,5 mil tragadas seria equivalente a cinco maços

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias

50 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar