Carregando...

Audiência pública na Alepi discute transferência dos animais do Parque Zoobotânico de Teresina

Audiência sobre transferência de animais do Parque Zoobotânico acontece nesta terça-feira (31) — Foto: Ravi Marques /TV Clube

Audiência sobre transferência de animais do Parque Zoobotânico acontece nesta terça-feira (31) — Foto: Ravi Marques /TV Clube

Uma audiência pública ocorrida nessa terça-feira (31), no plenário da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), tratou sobre a transferência de animais do Parque Zoobotânico de Teresina para santuários.

A audiência foi proposta pelo deputado estadual João de Deus (PT-PI). "O nosso objetivo é saber qual é a proposta da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e, a partir daí, a gente ouvir a sociedade civil organizada pra tentar encontrar o melhor encaminhamento possível", informou o parlamentar.

O debate contou com a presença de representantes da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc), do Ministério Público do Piauí (MP-PI), da Rede Ambiental do Piauí (Reapi), do Movimento Salve o Zoo, dos Centros Acadêmicos de Medicina Veterinária e de outros cursos das Universidades Federal e Estadual do Piauí.

Transferência de animais

Em julho deste ano, a Semar anunciou que faria a transferência dos animais do Parque Zoobotânico para santuários em vários estados do país.Segundo o órgão, o objetivo seria garantir maior bem estar animal e resignificar o parque, que oferece abrigo aos animais, mas não é o habitat ideal para eles.

Semar anuncia transferência de animais do Parque Zoobotânico para santuários — Foto: TV Clube

Semar anuncia transferência de animais do Parque Zoobotânico para santuários — Foto: TV Clube

A ideia seria garantir o funcionamento do Parque Zoobotânico enquanto local de passeio e dentro do Programa estadual de Parcerias Público-Privadas. Os funcionários do parque, biólogos, veterinários e tratadores de animais, seriam recambiados para outras funções dentro da Semar.

LEIA TAMBÉM

  • MP recomenda suspensão de licitação para parceria público privada do Zoobotânico de Teresina

Entretanto, há profissionais que são contra a transferência. Alunos e professores do curso de medicina veterinária da Universidade Federal do Piauí (UFPI) chegaram a realizar um protesto contra o deslocamento dos animais. Segundo eles, diferente dos santuários, no zoobotânico é incentivada a reprodução assistida, que contribui para perpetuação das espécies.

O Ministério Público expediu uma recomendação à Semar para que a transferência dos animais fosse suspensa até que fossem feitas análises e perícias. Até agora, nenhum animal foi retirado do parque.

Reabertura

No primeiro domingo após reabertura, Zoobotânico de Teresina registra aglomerações — Foto: Reprodução/TV Clube

No primeiro domingo após reabertura, Zoobotânico de Teresina registra aglomerações — Foto: Reprodução/TV Clube

O Parque Zoobotânico foi reaberto no dia 11 de junho após passar por uma reforma e ficar quase um ano fechado. O espaço tem cerca de 400 animais, entre aves, serpentes, répteis e primatas.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), durante a revitalização do espaço, foram renovados banheiros públicos, áreas administrativas, alojamentos de pesquisadores e recintos de animais. O fornecimento de água, energia e a conexão da internet foram fortalecidos.

Uma base fixa da Polícia Militar Ambiental será responsável pela segurança 24 horas do estabelecimento. As poucas mudanças realizadas no local geraram críticas dos visitantes do parque, que esperavam mais melhorias, principalmente para os animais.

Confira as últimas notícias do G1 Piauí

VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*