Carregando...

'Sei que sou um monstro', diz pai acusado de matar filha de 1 ano a facadas no Piauí durante julgamento

Julgamento de pai acusado de matar a filha de 1 ano a facadas no Piauí — Foto: Reprodução/Tribunal de Justiça

Julgamento de pai acusado de matar a filha de 1 ano a facadas no Piauí — Foto: Reprodução/Tribunal de Justiça

Durante julgamento, Leonardo Irving Daniel da Silva, 27 anos, voltou a confessar ter assassinado a filha de um ano a facadas em 2018, porém informou não lembrar de detalhes do crime. Em depoimento no Fórum de Valença do Piauí nesta terça-feira (19), o acusado pediu para ser condenado e voltar para o sistema prisional.

"As pessoas falam que eu sou um monstro e eu concordo, sei que sou, porque tirei a vida da minha filha. Eu só quero ser condenado e volta para o presídio. Eu me arrependo de ter tirado a vida dela, choro de dia e noite por isso", declarou.

Leonardo Irving está sendo acusado de homicídio triplamente qualificado contra a filha: por motivo torpe, motivo fútil, praticado de forma cruel e sem possibilidade de defesa pela vítima. A pena pode ainda ser aumentada por ser a vítima menor de 14 anos, conforme previsto no Código Penal.

  • Compartilhe esta notícia no WhatsApp
  • Compartilhe esta notícia no Telegram

Durante depoimento, Leonardo contou que no dia do crime estava segurando a filha e com um punhal na outra mão. A criança, segundo o réu, chegou a tocar na arma, mas ele retirou. Depois disso, o acusado diz não lembrar o que aconteceu.

Ao ser preso, Leonardo disse ter dado sete golpes de faca na criança para "descontar a fúria que estava sentindo contra a ex-mulher ", mãe da criança.

Criança de um ano foi morta com sete facadas pelo pai no Sul do Piauí — Foto: Divulgação / PM

Criança de um ano foi morta com sete facadas pelo pai no Sul do Piauí — Foto: Divulgação / PM

"Já perguntei para minha mãe como eu machuquei a minha filha. Eu sonho com ela nos braços do meu avô, dizendo que me perdoa, mas eu não vou me perdoar nunca. Depois minhas mãos aparecem cobertas de sangue", contou.

O acusado revelou que a união com Amanda Kelly Barbosa, mãe da criança, durou dois anos após descobrir uma traição da ex-companheira. O acusado negou que tinha a intenção de matar a ex-mulher.

Já tinha ameaçado matar a filha, diz ex

Amanda Kelly Barbosa, ex-companheira de Leonardo, foi a primeira a prestar depoimento. Ela contou que Leonardo não era agressivo, de forma geral, no relacionamento. Contudo, com a separação do casal, ele chegou a agredi-la e ameaçou matar a filha se não ficasse com a guarda da criança.

"Era um relacionamento saudável, tinha brigas como todo casal, mas era saudável. Um pouco antes do acontecido ele chegou a me agredir fisicamente, eu já tinha a Nicoly. Assim que a gente decidiu se separar, ele queria a guarda da menina e eu falei que a guarda era minha, e ele chegou a falar pra mim que seria capaz de tirar a vida dele e dela pra nem eu nem ele ficar com a guarda da criança”, disse Amanda.

Confissão e relatos de arrependimento

Na época em que foi preso, segundo a Polícia Civil, ele contou à polícia que sofria de problemas psiquiátricos. Contudo, isso não ficou comprovado com o passar das investigações.

“A relação deles era cheia de idas e vindas. Estavam terminados, mas ela tinha prometido acompanhá-lo a uma consulta psiquiátrica, só que desistiu. Nesse momento ele diz ter ficado muito nervoso e acabou cometendo o crime”, informou o delegado Daniel Alves ao g1.

Segundo o delegado, o acusado estava com a criança no colo enquanto discutia com a ex-mulher. “Ele pegou um punhal e tentou coagir a moça a ir com ele. Segurando a criança, ele perguntou para ela se matava a criança ou ela. A situação chamou a atenção de algumas pessoas e a polícia foi acionada, ele disse que foi ficando mais nervoso e começou a esfaquear a filha nas costas”, contou o delegado Daniel Alves.

O delegado afirmou que o jovem chorou durante todo o depoimento. “Ele se diz arrependido de ter matado a filha, diz que foi um momento de fúria que não conseguiu se controlar e que não era para ter acontecido”, disse Daniel Alves.

📲 Veja as últimas notícias do g1 Piauí
📲 Siga o g1 Piauí no
Instagram e no Twitter
📲 Entre no grupo de WhatsApp e receba os boletins de notícias
📲 Entre no grupo de Telegram receba os boletins de notícias

VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*