Carregando...

Florada dos ipês com folhas pode indicar temperaturas mais altas no b-r-o bró em Teresina; 'até 42 ºC', diz biólogo

Floradas dos ipês se espalham pela cidade e dão um colorido especial

Floradas dos ipês se espalham pela cidade e dão um colorido especial

O mês de agosto marca o início da florada dos ipês em Teresina, cujas flores nascem após a queda das folhas. Entretanto, neste ano, muitas árvores da capital estão florindo ainda com a presença das folhas. Segundo o biólogo Ribamar Rocha, essa mudança pode significar uma "previsão" das árvores de possíveis irregularidades no b-r-o bró (última sílaba dos meses mais quentes do ano no estado), principalmente com um aumento na temperatura, que pode chegar a 42 °C.

Segundo o biólogo Ribamar Rocha, esta alteração na característica da árvore símbolo do cerrado mostra que a planta está “prevendo” mudanças na temperatura da cidade. A conclusão do profissional veio após observações de alterações que as plantas mostraram ao longo do tempo, por meio de estudos empíricos.

“ As plantas são sensíveis as alterações ambientais. A planta só flora em determinada época do ano que tem a condição adequada para ele florar. A planta tá 'prevendo' que no próximo período vamos ter temperaturas altas, acima da média, nossa média fica em torno de 39°. Então nós vamos ter temperatura em torno de 40°, pontualmente até 42°, por exemplo” explicou o biólogo.

LEIA TAMBÉM

  • Dia da árvore: cinco ipês floridos que você precisa conhecer em Teresina
  • Ipês se adaptam ao meses de baixa umidade; saiba mais sobre a árvore

Adaptação para perpetuação da espécie

Ipês no canteiro central da Avenida Presidente Kennedy, Zona Leste — Foto: Moacir Neto/ Arquivo Pessoal

Ipês no canteiro central da Avenida Presidente Kennedy, Zona Leste — Foto: Moacir Neto/ Arquivo Pessoal

Ribamar explicou que as espécies de vegetais têm a capacidade de interação com o meio ambiente, e esse fato ajuda a fazer uma projeção de mudanças futuras no clima. Neste caso, a planta estaria antecipando a florada para "escapar" do período mais quente e seco, que pode dificultar a perpetuação da espécie.

LEIA TAMBÉM

  • Netos tatuam 'ipê da saudade' plantado como declaração de amor entre os avós
  • Já comeu flor de ipê? Gastrônoma cria receita de salada com flores

‘’A planta tem a capacidade de interação com o ambiente e 'percebe' as condições ambientais e conseguem fazer uma projeção do que vai acontecer no futuro’’, explicou ele.

Ipê no Centro de Teresina – Rua Mato Grosso — Foto: Arquivo Pessoal/Eduardo Barros

Ipê no Centro de Teresina – Rua Mato Grosso — Foto: Arquivo Pessoal/Eduardo Barros

Por conta das mudanças climáticas na capital, alguns ipês, para manter as características da espécie, e florar na época certa, estão florando ainda com as folhas presentes na árvore.

“O período de floração se torna mais longo para atingir a capacidade de maior variedade de condições ambientais e para que possa incluir nesse período condições favoráveis para a reprodução da planta, por isso algumas árvores estão florando ainda com as folhas no pé” completou Ribamar.

Ainda segundo o biólogo, as mudanças na florada das plantas indicam alterações não só na temperatura, como também na umidade do ar e nas chuvas irregulares que costumam cair na cidade durante o segundo semestre.

“Nesse período nós temos chuvas escassas e pontuais, vamos continuar tendo essas chuvas só que algumas dessas poderão ser muito fortes”, completou Ribamar.

📲 Confira as últimas notícias do g1 Piauí
📲 Acompanhe o g1 Piauí no
Facebook, no Instagram e no Twitter

VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

50 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar