Carregando...

'Não sou censor do presidente', diz Queiroga ao ser questionado sobre aglomerações de Bolsonaro

VÍDEO: 'Não sou um censor do presidente da República', diz Queiroga

VÍDEO: 'Não sou um censor do presidente da República', diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (8) na CPI da Covid que não é "censor" do presidente Jair Bolsonaro.

Queiroga deu a declaração ao ser questionado pelos senadores sobre atitudes do presidente que contrariam as medidas de prevenção contra a Covid, como o uso de máscaras e o distanciamento social.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro frequentemente cria aglomerações em aparições públicas e, na maioria das vezes, está sem máscara.

"O presidente da República não conversou comigo acerca da atitude dele. Eu sou ministro da Saúde. Eu não sou um censor do presidente da República. Eu faço parte de um governo. O presidente da República não é julgado pelo ministro da Saúde. As recomendações sanitárias estão postas. Cabe a todos aderir a essas recomendações", disse Queiroga.

Ele ressaltou que, desde que assumiu a pasta, há dois meses, vem defendendo o uso de máscaras e o distanciamento social.

"Em relação às medidas não farmacológicas, eu tenho tido uma determinação pessoal em recomendá-las. E essas recomendações são para todos – todos os brasileiros, sem exceção. Não há exceção. O cuidado é individual, o benefício é de todos. Aqui eu digo de maneira clara e textual: o Ministério da Saúde tem, de maneira clara, se manifestado acerca desse ponto", argumentou o ministro.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) quis saber se Queiroga não se constrangia em estar num governo em que o presidente não adota as medidas de prevenção da Covid.

"A maior oportunidade da minha vida, quem me deu foi o presidente Jair Bolsonaro", afirmou o ministro na resposta.

Queiroga é a primeira pessoa a prestar dois depoimentos à CPI. O ministro da Saúde compareceu à comissão em 6 de maio, mas o depoimento foi considerado "contraditório" e evasivo por alguns integrantes.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*