Carregando...

Sinal de Alcolumbre faz André Mendonça estruturar estratégia para reta final

A sinalização do presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de que deve agendar a sabatina de André Mendonça para o STF para a próxima semana, fez o próprio candidato reorganizar sua estratégia para a reta final de campanha.

A ideia agora é não só reforçar os contatos com os senadores, algo que ele já vem fazendo, mas começar a focar na sua fala inicial, uma vez que a sabatina prevê 15 minutos de apresentação para o sabatinado.

Já há um discurso do rascunho, mas a versão final ainda não foi feita. Ele pretende estar com o documento pronto até este final de semana. Em outra frente, irá revisitar os principais temas que os senadores deverão lhe questionar.

A posição dele em relação a Operação Lava Jato é apontada como um dos principais assuntos e é justamente aquele considerado sua maior fragilidade, tanto que sua posição a favor da operação tem sido utilizada como o principal argumento contra sua indicação para o STF.

Além disso, outros temas correlatos devem ser abordados, como a posição em relação à prisão em segunda instância. Também estão previstas a agenda de costumes do presidente Jair Bolsonaro e a série de ações que Mendonça apresentou enquanto advogado-geral da União contra críticos do governo.

Dos 81 senadores, ele não conversou com apenas 4: Renan Calheiros, Jorge Kajuru, Cid Gomes e Davi Alcolumbre. Mendonça não deverá procurá-los, mas deixou claro que, se eles quiserem ouvi-lo antes da sabatina, está disposto a conversar.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*