Carregando...

CPI poderá quebrar sigilo fiscal de pastores, diz presidente da comissão de educação no Senado

O presidente da Comissão de Educação no Senado, senador Marcelo Castro (MDB), comentou nesta quarta-feira (22), em entrevista à CNN, a prisão do ex-Ministro da Educação, Milton Ribeiro. De acordo com Castro, uma “CPI do MEC” seria um instrumento valioso para contornar a atual crise na educação.

“Pode ajudar muito [uma CPI], porque é um instrumento muito forte. A comissão tem validade de polícia, as pessoas são obrigadas a comparecer, elas prestam depoimento sob juramento e você também pode quebrar o sigilo dessas pessoas” disse o senador.

Como exemplo, Castro citou pastores acusados de operar um sistema paralelo dentro do MEC. “Você quebrar um sigilo bancário de um pastor desse e encontrar uma montanha de dinheiro, isso é um escândalo”, diz, destacando o poder político das comissões.

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso preventivamente, nesta quarta-feira (22), em Santos. O mandado foi expedido no âmbito de uma operação da Polícia Federal (PF) deflagrada nesta quarta.

O presidente da comissão ainda reforçou que esta não é a primeira vez que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) corre riscos de desvio.

De acordo com a PF, a operação “Acesso Pago” tem o objetivo de investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do FNDE.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*