Carregando...

Anderson Leonardo, do Molejo, revela diagnóstico de câncer

Anderson Leonardo é diagnosticado com câncer — Foto: Reprodução/Instagram

Anderson Leonardo é diagnosticado com câncer — Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Anderson Leonardo, vocalista do grupo de pagode Molejo, foi diagnosticado com câncer. O comunicado foi publicado na noite de quinta-feira (13) nas redes sociais do cantor e da banda. A nota não especifica onde o câncer está localizado.

Segundo as informações do comunicado, o músico já está em tratamento e os compromissos da banda estão mantidos.

Comunicado do grupo Molejo sobre diagnóstico de câncer do cantor Anderson Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

Comunicado do grupo Molejo sobre diagnóstico de câncer do cantor Anderson Leonardo — Foto: Reprodução/Instagram

"Aos amigos, fãs e contratantes informamos que nosso cantor Anderson Leonardo após uma bateria de exames foi diagnosticado com tumor primário oculto (câncer), o mesmo já está em tratamento e esclarece que todos os compromissos e agenda com o Grupo Molejo serão mantidos", diz a nota.

Grupo Molejo em 2018 — Foto: Divulgação / Grupo All

Grupo Molejo em 2018 — Foto: Divulgação / Grupo All

"Anderson Leonardo conta com apoio e orações de todos e reitera que espera vocês nos shows levando toda irreverência e alegria como sempre fez nesses 35 anos de carreira, quaisquer novidades sobre seu quadro informaremos por aqui."

Grupo formado no fim dos anos 1980, no Rio de Janeiro, Molejo se tornou uma das principais bandas de pagode da década seguinte. O primeiro sucesso da banda foi com a música "Caçamba", com o disco de estreia "Grupo Molejo", de 1994. Eles também são conhecidos pelas faixas "Paparico", "Brincadeira de Criança" e "Dança da vassoura".

Em 2016, o grupo caiu nas graças novamente do público jovem e descolado, principalmente por causa dos memes e comparações irônicas com artistas como Lady Gaga. A repercussão da banda na internet incentivou a banda a gravar mais um disco, "Molejo Club", o primeiro de inéditas desde 2010.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*