Carregando...

Deslizamento de solo interdita casa em Presidente Prudente e Defesa Civil alerta sobre continuidade da chuva e áreas de risco

Deslizamento de terra foi registrado em propriedade, em Presidente Prudente (SP) — Foto: Defesa Civil

Deslizamento de terra foi registrado em propriedade, em Presidente Prudente (SP) — Foto: Defesa Civil

Nesta semana, a tão esperada chuva chegou ao Oeste Paulista. Mas, com ela, que deve continuar nesta quinta-feira (18), vieram alguns prejuízos estruturais. Em Presidente Prudente (SP), um deslizamento de solo provocou colapso em uma edificação na Vila Formosa. O local foi interditado emergencialmente pela Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil.

Por volta das 20h desta quarta-feira (17), uma família de seis pessoas – sendo o casal e quatro filhos – ficou desalojada devido a um deslizamento de terra. No mesmo terreno da casa moram familiares das vítimas, que os acolheram.

Segundo contou ao g1 o coordenador de Proteção e Defesa Civil, Renato Gouvea, um muro cedeu e a terra abaixo da residência deslizou. A casa é vizinha a um terreno em construção, e a hipótese trabalhada é de que o dano foi provocado pela intensa retirada de terra na obra, somado ao volume de chuva absorvido.

Engenheiros civis e a Defesa Civil devem voltar ao local na manhã desta quinta-feira (18) para uma melhor avaliação do local. Pelo menos outros três pontos da cidade considerados de risco também devem ser inspecionados pela Defesa Civil.

Pluviômetro da Defesa Civil marcou 17,5 milímetros de chuva até as 17h desta quarta-feira (17), num período de 24 horas — Foto: Defesa Civil

Pluviômetro da Defesa Civil marcou 17,5 milímetros de chuva até as 17h desta quarta-feira (17), num período de 24 horas — Foto: Defesa Civil

Atenção aos riscos

“Solicitamos atenção nas áreas mais vulneráveis [com riscos de alagamento, em barrancos ou próximas de barrancos, e afins] e obras na área da construção civil”, ressaltou Gouvea.

A previsão é de que sejam registrados 40 milímetros de chuva nesta quinta-feira (18), número que preocupa e deixa o órgão em alerta. “O solo já está encharcado, não tem mais impermeabilidade, o que pode provocar alagamentos em caso de pancadas de chuva mais fortes”, explicou ao g1 o coordenador.

Deslizamento de terra foi registrado em propriedade, em Presidente Prudente (SP) — Foto: Defesa Civil

Deslizamento de terra foi registrado em propriedade, em Presidente Prudente (SP) — Foto: Defesa Civil

Média histórica

O Oeste Paulista registrou, de 1º de agosto até a última quarta-feira (17), cerca de 80 milímetros de chuva. Números superam a média histórica para o mês, em quantidade de chuva, que é de 42 milímetros.

Segundo o agrometeorologista Alexandrius de Moraes Barbosa especificou à TV Fronteira, a variação na quantidade de chuva de um ano para o outro é normal. Visto que em 2021 foram registrados cerca de 47 milímetros no mês de agosto. Já em 2020, choveu aproximadamente 193 milímetros no mesmo período e em 2019 apenas 3,8 milímetros foram registrados.

“Nós estamos quase chegando a 100 milímetros com a chuva desta manhã. Normalmente agosto é um mês mais seco no Oeste Paulista, chove em torno de 40 milímetros. Estamos chegando em 100 milímetros. Essa variação é normal”, analisou Barbosa.

Ainda conforme o profissional, a queda na temperatura na região é ocasionada devido a duas entradas de frente fria em sequência no Oeste Paulista. Contudo, o agrometeorologista afirmou que não há previsão de uma nova entrada de frente fria nos próximos dias.

“Nós tivemos, praticamente, duas entradas de frente fria em sequência na região. Então, entre terça e quarta-feira chegou uma frente fria, e entre ontem à noite e esta madrugada chegou essa frente fria promovendo essas chuvas na região. E, normalmente, atrás de uma frente fria, vem uma massa de ar frio, por isso que vai esfriar bastante até domingo aqui na região. Normalmente, os modelos conseguem indicar para a gente, com uma previsão confiável, a entrada de uma frente fria mais forte ou de uma massa de ar polar com 10 a 14 dias de antecedência. No momento, eles não indicam outra entrada de frente fria, somente essa que está acontecendo nesta semana”, finalizou o agrometeorologista.

VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente

50 vídeos

Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar