Carregando...

'A gente espera que não haja atraso', diz Paes sobre vacina

Eduardo Paes no Passeio Público — Foto: Henrique Coelho/G1

Eduardo Paes no Passeio Público — Foto: Henrique Coelho/G1

O prefeito Eduardo Paes disse neste sábado (16) que a prefeitura está pronta para realizar a imunização no município. Porém, com um possível atraso na entrega das doses da vacina que poderiam vir da Índia, pode haver uma mudança na data.

Na sexta-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai atrasar até três dias a saída do Brasil do avião destacado para buscar na Índia 2 milhões de doses adquiridas do laboratório indiano Serum. O presidente disse, em entrevista à TV Bandeirantes, que "pressões políticas" na Índia retardaram a partida do avião brasileiro.

Paes citou a CoronaVac e a vacina da Oxford/AstraZeneca,

“Sinceramente não sei. São duas vacinas excepcionais que vão ser disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. A gente espera que não haja atraso, mas aí eu confesso que não tenho ainda uma posição oficial do Ministério da Saúde”, disse ele.

A indefinição pode inclusive afetar o anúncio do plano municipal de imunização, marcado pra este domingo (17).

“Se tiver alguma posição do Ministério da Saúde hoje, a gente continua anunciando amanhã, se não a gente adia”, afirmou o prefeito.

Paes disse que um trabalho de fiscalização é importante para não radicalizar medidas de restrição durante a pandemia.

“Nós saímos de uma posição que não havia regra nenhuma e passamos a ter regras, medidas restritivas para todos os estabelecimentos comerciais. A gente tem que evitar que a gente vá para uma situação de ‘nada pode’”, avaliou.

Sobre a volta dos estacionamentos na orla e do funcionamento das áreas de lazer em locais abertos, Paes disse que a situação será avaliada neste final de semana. Uma ação de conscientização está marcada para acontecer na orla do Rio.

“ Os epidemiologistas do município que decidiram que tinha que reabrir as áreas de lazer. Eu segui. Se as pessoas não respeitarem, a gente vai começar a criar restrição, restrição. É bom estar no espaço público guardando os devidos cuidados”, finalizou.

Parque entregue

Paes e o presidente da Fundação Parques e Jardins, Fabio Carnevale, estiveram na reabertura do Passeio Público, no Centro do Rio. O primeiro parque ajardinado do Brasil ficou fechado para limpeza e recuperação.

No último dia 8, a Prefeitura do Rio devolveu o Campo de Santana à população.

Passeio Público do Rio, no Centro — Foto: Henrique Coelho/G1

Passeio Público do Rio, no Centro — Foto: Henrique Coelho/G1

"O Centro Histórico do Rio, e principalmente o corredor entre a Lapa e a Cinelândia, sempre foi o espaço do encontro. Com os cuidados necessários por conta da Covid, estamos devolvendo à cidade mais um espaço fundamental. É mais saúde mental aos cariocas", disse o secretário municipal de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere.

O Passeio Público do Rio começou a ser construído em 1783. São 33 mil metros quadrados tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com mais de 90 espécies vegetais de grande porte e aves que pousam nas árvores e jardins. Em seu interior, além da variedade de espécies da flora nacional, há obras de arte confeccionadas por Mestre Valentim.

Limpeza do Passeio Público para reabertura neste sábado (16) — Foto: Divulgação

Limpeza do Passeio Público para reabertura neste sábado (16) — Foto: Divulgação

VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar