Carregando...

Bares e casas noturnas do Rio deverão ter equipe de proteção a mulheres assediadas

Foto de arquivo mostra bar na Lapa: cada estabelecimento deverá ter responsável por acolher mulheres assediadas — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Foto de arquivo mostra bar na Lapa: cada estabelecimento deverá ter responsável por acolher mulheres assediadas — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Bares, restaurantes, boates e casas noturnas do Rio deverão ter, a partir de agora, uma equipe de proteção a mulheres vítimas de assédio.

O prefeito Eduardo Paes (PSD) sancionou uma lei, publicada nesta terça-feira (8) no Diário Oficial, que dispõe sobre medidas de segurança específicas ao público feminino.

LEIA TAMBÉM

  • Mulher morre após ser esfaqueada em em São Gonçalo

Pelo texto do vereador Doutor Gilberto (PTC) aprovado na Câmara Municipal e agora lei, cada estabelecimento terá que indicar uma pessoa para acompanhar mulheres que se sentirem ameaçadas até o carro ou até o local de embarque em outro meio de transporte.

Se a vítima pedir, o responsável terá que acompanhá-la até um posto policial ou delegacia mais próximos.

A lei determina ainda que a casa coloque avisos e painéis com orientações a mulheres que se sintam em situação de risco, para que elas procurem o responsável pelo estabelecimento e relatem o assédio.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*