Carregando...

Jovens de 20 anos ou mais podem antecipar 2ª dose da Pfizer no Rio - Notícias - R7 Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio divulgou, nesta sexta-feira (5), o 44º Boletim Epidemiológico da Covid-19. Em decisão anunciada ontem, os cariocas a partir dos 20 anos poderão antecipar o intervalo entre doses da Pfizer para, ao menos, 21 dias.

No dia 22 de outubro, a administração municipal instituiu a mesma medida para aqueles com 30 anos ou mais.

A cidade atingiu a porcentagem de 68,3% da população total com o esquema vacinal completo contra o novo coronavírus.  

Hoje, os homens de 63 anos ou mais recebem a dose de reforço nos postos do Rio. Além deles, a imunização será destinada à primeira dose para pessoas com 12 anos ou mais que ainda não foram vacinadas e aos profissionais da saúde que tomaram a segunda dose até 31 de maio.

Os pacientes com alto grau de imunossupressão com 12 anos ou mais também podem tomar a dose de reforço.

Dos nove eventos-teste realizados até o momento, acumula-se o público de 48.802 pessoas. Destas, houve um índice de 0,3% de testes positivos antes do evento. No pós, depois dos 14 dias de monitoramento pela Secretaria Municipal de Saúde, a taxa registrada foi de 0,04% (24 pacientes).

Das 15 festas realizadas, com um total de 13.401 pessoas, apenas 0,02% testaram positivo antes. Após as duas semanas, a taxa foi de 0,05%. 

De acordo com a última atualização do painel da prefeitura, às 9h30 de hoje, a rede pública da cidade possui 112 pacientes internados com a Covid-19, 39 a menos que na semana passada.

A capital fluminense já registrou 275.212 casos da doença em 2021. 

*Estagiária do R7, sob supervisão 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*