Carregando...

Paes reúne primeiro escalão da prefeitura para gabinete de crise em razão do ataque hacker

Polícia investiga ataque hacker que suspendeu serviços da Prefeitura do Rio

Polícia investiga ataque hacker que suspendeu serviços da Prefeitura do Rio

O Prefeito do Rio, Eduardo Paes, se reúne, na manhã desta quinta-feira (18), com dirigentes do primeiro escalão da prefeitura no gabinete de crise em razão do ataque hacker.

A polícia também investiga o ataque que suspende serviços da Prefeitura do Rio pelo quarto dia consecutivo. Os investigadores querem ouvir representantes da prefeitura na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática.

A prefeitura informou que ainda está reunindo todas as informações para passar todos os dados para a polícia.

O ataque foi ao Datacenter, que é considerado o cérebro eletrônico da prefeitura, aconteceu na madrugada de segunda-feira (15). Com isso, a maioria dos serviços foram suspensos e outros estão sendo realizados pelo sistema off line. A expectativa é de que, nesta quinta-feira (18), por exemplo, o Diário Oficial volte a ser publicado.

Seguem funcionando os serviços: Central 1746, as câmeras do Centro de Operações Rio (COR) e o aplicativo Táxi.Rio.

Em nota, a prefeitura disse que "os técnicos do Iplan Rio - empresa de informática municipal - reassumiram o controle da administração e dos sistemas da rede. A Prefeitura do Rio mantém os serviços off line até que o ambiente digital seja seguro em sua totalidade. Ainda não há previsão para o retorno on line de todo o portal da prefeitura e as páginas de serviços aos cidadãos".

Alguns dos serviços fora do ar

  • Unidades do CRAS
  • Sem atendimento para o CadÚnico
  • Saúde
  • Números da Covid sem atualização
  • Consulta e exames de algumas unidades não inseridos nos sistemas de regulação
  • Fazenda
  • Nota Carioca, IPTU e ITBI
  • Site Rio Mais Fácil


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*