Carregando...

Polícia prende chefe do tráfico de drogas do Castelar, no Maracanã, durante jogo do Fluminense - Notícias - R7 Rio de Janeiro

Um criminoso apontado como chefe do tráfico de drogas da comunidade do Castelar, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, foi preso enquanto assistia ao jogo do Fluminense contra o Fortaleza pelas quartas de finais da Copa do Brasil, no Estádio do Maracanã, zona norte do Rio.

Marco Aurélio dos Santos, conhecido como Foka, estava sendo monitorado pelos policiais militares desde que chegou ao estádio para ver o jogo de futebol. Sem serem notados pelo criminoso, os agentes de segurança, à paisana, patrulharam o setor da arquibancada onde o traficante estava, até fazerem a abordagem e prisão.

Além de ser um dos líderes do tráfico de drogas do Castelar, Santos era responsável por vários homicídios ocorridos na Baixada Fluminense, segundo as investigações.

Contra o criminoso, havia dois mandados de prisão pendentes. Um deles pelos desaparecimentos e mortes de Fernando Henrique Ribeiro, 11 anos; Alexandre da Silva, 10 anos; e Lucas Matheus da Silva, 8 anos. Os três meninos sumiram quando foram jogar bola em um campo de futebol no Castelar no dia 21 de dezembro de 2020.

Ainda segundo as investigações, as crianças foram mortas porque teriam furtado um passarinho do tio de um traficante da região.

Marco Aurélio foi encaminhado para a 19.ª DP (Tijuca), que investiga o caso. Ele vai responder por tráfico de drogas e homicídio. Se condenado, pode pegar até trinta anos de prisão.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*