Carregando...

Mãe e filhos são flagrados se passando por médicos em clínica particular de Porto Velho

Fiscalização do Cremero flagra mãe e filho praticando exercício ilegal da medicina em Porto Velho. — Foto: Cremero/Divulgação

Fiscalização do Cremero flagra mãe e filho praticando exercício ilegal da medicina em Porto Velho. — Foto: Cremero/Divulgação

Mãe e filho, de 50 e 32 anos, respectivamente, foram flagrados se passando por médicos em uma clínica particular de Porto Velho. A denúncia foi divulgada nesta quarta-feira (1°) pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero).

Segundo o Cremero, a mulher soube que seria conduzida até a delegacia pelo crime de falsidade ideológica e então alegou que iria contatar o advogado. Logo depois ela fugiu do local e abandonou o filho, que acabou detido e levado à delegacia.

Os dois falsos médicos foram descobertos durante uma fiscalização realizada pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) na segunda-feira (30). A suspeita surgiu através de uma denúncia anônima realizada no fim de agosto.

O denunciante relatou ao Cremero que a mulher utilizava jaleco e carimbo de outras pessoas que realmente eram médicas e assim fazia atendimento de pacientes atendimentos.

Também foram encontrados na clínica vários medicamentos que podem ter sido desviados do Hospital de Amor da Amazônia.

Ao Cremero, o hospital informou que não houve autorização para remoção dos medicamentos para outra unidade. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Medicamentos podem ter sido desviados do Hospital de Amor. — Foto: Cremero/Divulgação

Medicamentos podem ter sido desviados do Hospital de Amor. — Foto: Cremero/Divulgação

O G1 entrou em contato com o Hospital de Amor, mas ainda não obteve retorno.

Os suspeitos podem responder por falsidade ideológica, exercício ilegal da medicina e tráfico de entorpecentes. O Cremero encaminhou o caso ao Ministério Público Estadual (MP-RO).

Outro caso

Em julho, outra mulher de 40 anos foi presa se passando por médica e no Hospital de Campanha da Zona Leste de Porto Velho, localizado no Centro de Reabilitação de Rondônia (Cero). Ela atuava na Unidade de Terapia Semi-Intensiva (Semi-UTI), tratando pacientes da Covid-19.

A falsa médica também foi flagrada pelo Cremero e no processo de investigação os agentes descobriram que ela já era investigada pela Polícia Federal na Bahia, por ter cometido o mesmo crime.

LEIA TAMBÉM:

  • Mulher é denunciada após se passar por médica em hospital que trata pacientes graves da Covid


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*