Carregando...

Vereador é preso por xingar PMs após carro em que ele estava avançar sinal vermelho e não obedecer ordem de parada

O vereador João Kleber Martins de Siqueira, o Klebinho — Foto: Reprodução/Instagram

O vereador João Kleber Martins de Siqueira, o Klebinho — Foto: Reprodução/Instagram

O vereador de Boa Vista João Kleber Martins de Siqueira (Solidariedade), de 30 anos, foi preso na madrugada deste domingo (3) após xingar policiais militares durante uma abordagem na capital. Kleber Siqueira, ou Klebinho, como é conhecido, estava em uma caminhonete flagrada pela PM avançando o sinal vermelho e trafegando em alta velocidade.

Na delegacia, o vereador ameaçou "dar um pau" em um dos soldados que havia o abordado na rua. Antes, ele xingou policiais da guarnição de "otários" e "babacas".

Esta não foi a primeira vez que o parlamentar se envolveu em confusão envolvendo a PM. Em abril do ano passado, ele discutiu com um policial que fiscalizava uma festa clandestina na capital. Ele também já foi preso pela Polícia Federal com uma arma e é réu por desvio de dinheiro para comida de presos.

Procurado sobre a prisão deste domingo, o vereador não enviou resposta até a última atualização da reportagem. A Polícia Civil não informou se ele foi solto, nem o procedimento adotado na delegacia.

Na ocorrência desta madrugada, o vereador estava com uma mulher, de 42 anos. Segundo relato dos policiais, era por volta das 3h quando o veículo em que ele estava passou pelo semáforo fechado na avenida Nazaré Figueiras, bairro Senador Hélio Campos, zona Oeste.

Como o veículo estava "em velocidade incompatível com a via pública, realizando direção perigosa", policiais decidiram parar a caminhonete. Segundo a PM, mesmo com os sinais sonoros e luminosos, o carro ainda seguiu por alguns metros.

Quando parou, antes de o vereador descer, houve uma "certa agitação" dentro da caminhonete. Pela porta do motorista saiu a mulher e pelo lado do passageiro desceu o vereador. Segundo relatório da PM, os policiais deram ordem para ele colocar a mão na cabeça, porém, o parlamentar se negou e ainda alegou conhecer "coronéis e secretários e que iria ligar para eles".

Diante da tentativa sem sucesso de fazer revista pessoal no vereador, um policial acionou apoio de outras viaturas.

Com isso, conforme o relatório, Kleber começou a xingar o PM com "palavras de baixo calão": "já vai chamar reforço seu p* no c*, filho da p***, zé b*****, otário, você é um policial de m****".

O tempo todo, cita trecho do relatório, o vereador se mostrava exaltado e bastante nervoso. Com a chegada das viaturas de reforço, ele voltou a xingar os policiais que tinham o abordado. Ainda no local, os policiais ofereceram a ele que assinasse um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desobediência e desacato, e Kleber aceitou.

O caso foi parar na delegacia depois que os policiais identificaram que a mulher estava com ele, e que saiu pela porta do motorista do carro estava com "odor de álcool no hálito, olhos vermelhos" e exaltada.

Questionada se havia ingerido bebida alcóolica, a mulher "apresentando arrogância" se negou a responder. Com isso, os policiais, atestaram que ela estava sim embriagada e a levaram junto do vereador para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Na delegacia, enquanto um policial militar digitava o TCO, ele voltou a se exaltar. Segundo a PM, o vereador se dirigiu ao soldado e disse "você não é o machão?, vem aqui fora que eu vou te dar um pau". Um agente da Polícia Civil viu a ameaça e o prendeu. Com isso, o vereador foi levado à sala de contenção - espaço onde ficam os presos, e o termo que a PM faria foi cancelado.

A Secretaria de Comunicação do governo, que responde pelas Polícias Militar e Civil, não respondeu qual foi o procedimento adotado contra o vereador na delegacia.

Kleber Siqueira está no primeiro mandato como vereador por Boa Vista. Ele foi eleito em 2020 com 1.629 votos. Antes da vida política ele era empresário, dono da Qualigourmet, empresa investigada pela PF e responsável por fornecer alimentação a presos de unidades em Boa Vista. O vereador também se diz jogador de futebol profissional e já ajudou o time que atuava a vencer uma disputa.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar