Carregando...

São Vicente retoma aulas presenciais com grupos reduzidos e professores vacinados

Atividades presenciais foram retomadas nesta segunda (7) — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Vicente

Atividades presenciais foram retomadas nesta segunda (7) — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Vicente

As escolas municipais de São Vicente, no litoral de São Paulo, retomaram as atividades presenciais na segunda-feira (7) com grupos reduzidos de alunos e professores vacinados. Alunos em situação de vulnerabilidade social e dificuldade de acesso à tecnologia poderão assistir presencialmente às aulas.

O retorno das atividades aconteceu após 14 meses de ensino integralmente remoto. Neste momento inicial, segundo a prefeitura, as escolas realizam um atendimento diário para, no máximo, cinco alunos por sala com 90 minutos de aula.

A retomada aconteceu após o planejamento de cada grupo pedagógico, que aconteceu em reuniões entre os dias 31 de maio e 2 de junho deste ano. As unidades escolares municipais verificaram as necessidades das crianças sem acesso à internet ou com alguma situação de vulnerabilidade social para esse retorno à escola.

Entre as necessidades verificadas, estão os alunos que estejam em processo de alfabetização; com maior defasagem de aprendizagem; com dificuldade de acesso à tecnologia ou sem recursos apropriados para estudar de forma remota; que necessitem de alimentação escolar; e cuja saúde emocional estiver sob risco acentuado.

Além da parte pedagógica, são seguidos os protocolos de distanciamento e higienização, com álcool gel disponível e uso obrigatório de máscara, tanto por parte dos alunos como também dos professores e funcionários.

As aulas presenciais são ministradas pelos professores pertencentes ao grupo de vacinação contra a Covid-19, o que representa mais de 40% do quadro de educadores, segundo a administração municipal. Os demais, ainda não incluídos no perfil definido pelo Plano Estadual de Imunização, permanecem trabalhando remotamente.

Segundo semestre

Após o recesso escolar, marcado para os dias entre 12 e 23 de julho, a Secretaria de Educação (Seduc) prepara o início de uma nova etapa no segundo semestre. Será a partir de 26 de julho, com atividades híbridas, seguindo um modelo de atendimento para cada fase de ensino e sempre com o cumprimento dos protocolos sanitários.

O número máximo de alunos será de acordo com o espaço físico, seguindo os critérios do Plano São Paulo. A presença não será obrigatória, cabendo ao responsável optar pela continuidade das aulas exclusivamente remotas. Os detalhes serão definidos por meio de resolução da Seduc e divulgados posteriormente.

VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*