Carregando...

Família raspa cabeça para incentivar criança com câncer e celebra cura com viagem de bicicleta

Mãe, pai e tio rasparam os cabelos para dar suporte a criança diagnosticada com câncer — Foto: Arquivo Pessoal

Mãe, pai e tio rasparam os cabelos para dar suporte a criança diagnosticada com câncer — Foto: Arquivo Pessoal

Aos 10 anos de idade, Luiz Sérgio Santana da Silva enfrentou dois tumores no cérebro, lutou contra um câncer, passou por radioterapia, quimioterapia e, neste mês, recebeu a notícia de que poderia parar com os medicamentos. A família do menino, de Praia Grande, no litoral paulista, raspou o cabelo em apoio e cumpriu uma promessa de ir da cidade até a Bahia de bicicleta. A história foi compartilhada nas redes sociais.

Ao g1, o monitor de frota de transporte e pai da criança, Sérgio Luiz da Silva, de 52 anos, relata que a família lutou por dois anos desde o primeiro diagnóstico do tumor. Neste mês, após uma consulta, foi constatado que o menino não tem mais lesões e ele foi liberado de tomar os medicamentos. Desde então, a família fez relatos nas redes sociais para incentivar pessoas que passam por essa luta.

"Foi uma luta, os médicos chegaram a informar a gente que nós poderíamos perder o nosso filho em pouco tempo porque o caso era grave demais. Foi muito difícil, mas graças a Deus vencemos", diz o pai.

Tios do pequeno Luiz fizeram viagem de bicicleta até a Bahia para celebrar resultado positivo de cirurgia — Foto: Arquivo Pessoal

Tios do pequeno Luiz fizeram viagem de bicicleta até a Bahia para celebrar resultado positivo de cirurgia — Foto: Arquivo Pessoal

Silva relata que, em 2019, aos oito anos, depois de intensas dores de cabeça, eles descobriram um tumor no cérebro, operando no dia seguinte à descoberta. Entretanto, este era benigno e ele só precisava fazer acompanhamento. Em 2020, depois de demorar para conseguir marcar a ressonância devido à pandemia, eles descobriram que o pequeno Luiz estava com um tumor, que dessa vez era maligno.

O caso era grave e a família foi preparada por médicos de um hospital localizado na Capital paulista, onde buscaram tratamento. Ele foi diagnosticado com câncer no encéfalo e precisou passar por uma cirurgia bastante arriscada, em novembro de 2020. Ele conseguiu, mas teve uma série de complicações. "O pós cirúrgico foi muito difícil, ele teve muitas convulsões, complicações, foi uma luta muito grande, de um mês", relembra o pai.

O menino ainda precisou passar por 30 sessões de radioterapia e 82 de quimioterapia, tratamento que o deixou bastante debilitado. Nesse momento, relembra Sérgio, os cabelos de Luiz passaram a cair e a família decidiu ajudá-lo: o pai, a mãe e um tio rasparam a cabeça como forma de se solidarizar.

"Emocionou a gente demais, eu fui surpreendido pela minha esposa raspando o cabelo dela. Fizemos isso para dar uma força para o nosso filho, para ele não se sentir diferente de nós", relembra o pai.

Luiz enfrentou dois tumores no cérebro, um benigno e outro maligno— Foto: Arquivo Pessoal

Luiz enfrentou dois tumores no cérebro, um benigno e outro maligno — Foto: Arquivo Pessoal

Além do apoio dos pais na aparência, dois tios por parte da mãe decidiram tomar uma atitude antes da cirurgia do menino, e fizeram uma promessa que se tudo corresse bem, eles iriam viajar de bicicleta até a Bahia. "Assim que teve o diagnostico e souberam da cirurgia fizeram a promessa. Foram 2.140 km de viagem, eles dormiram no meio da estrada, em barracas, tudo em 21 dias", conta o monitor.

Desde novembro de 2020, Luiz lutava contra a doença. Depois de um exame feito em julho, no qual ainda apareciam lesões, a família conta que ficou com medo, mas seguiu firme nos tratamentos. No dia 9 de setembro, entretanto, os pais do menino receberam a notícia que mais esperavam, que o exame não apontava lesões e que ele poderia parar com as medicações. Entretanto, ele ainda passará por acompanhamento de três em três meses nos neurologistas.

O pai do menino relata que os últimos dois anos foram cercados de medo e desde então ele conta a história de Luiz para mostrar para outras famílias e incentivar quem luta contra a doença. "O que aconteceu com meu filho não tem explicação, os médicos estão admirados pela recuperação. Foi um milagre de Deus impressionante, e agora temos esse testemunho maravilhoso e nosso filho está bem", finaliza.

Tios do menino diagnosticado com câncer fizeram 2140 km de viagem de bicileta — Foto: Arquivo Pessoal

Tios do menino diagnosticado com câncer fizeram 2140 km de viagem de bicileta — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*