Carregando...

Prefeitura de Santos abre licitação para instalar barreiras em túnel do VLT

A Prefeitura publicou um edital na última terça-feira (17) sobre a instalação de barreiras no túnel por onde passa o VLT em Santos, no litoral de São Paulo. — Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Santos

A Prefeitura publicou um edital na última terça-feira (17) sobre a instalação de barreiras no túnel por onde passa o VLT em Santos, no litoral de São Paulo. — Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Santos

A Prefeitura de Santos abriu uma nova licitação para instalar barreiras de concreto dentro do túnel por onde passa o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) em Santos, no litoral de São Paulo. A administração municipal afirmou ao g1 que o intuito é dificultar o acesso e a permanência de pessoas no local, que é frequentado por pessoas em situação de rua e usuários de drogas.

Além das barreiras pré-moldadas, a prefeitura quer instalar obstáculos no espaço entre os trilhos e as laterais do túnel, nos dois sentidos de direção dos trens. Por questões de segurança, a medida impediria a circulação de ciclistas no interior do túnel.

No total, as obras devem custar cerca de R$ 937 mil e a empresa vencedora terá um prazo de oito meses para concluir o serviço. As propostas das empresas interessadas devem ser entregues até o dia 2 de novembro. As exigências do edital atendem ao projeto básico da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), empresa do Governo do Estado que financia a obra de implantação do VLT.

Obra

O túnel possui 110 metros de extensão e o planejamento da obra inclui cinco conjuntos de peças que funcionarão como barreira. Dois deles serão nas laterais, junto às paredes do túnel, outros dois nos vãos de cada par de trilhos, e o último, chamado de barreira de segurança New Jersey, será instalado entre as duas mãos de direção dos trens.

De acordo com a Secretaria de Serviços Públicos (Seserp), as peças serão pré-moldadas durante o dia, porém serão instaladas entre 0h30 e 4h30, período em que o VLT não funciona.

A EMTU deve solicitar o apoio da Concessionária BR Mobilidade, responsável pela operação dos trens, para garantir apoio à instalação das barreiras, e também solicitar o desligamento e aterramento da rede aérea na região durante a colocação das peças.

Movimentação no túnel

Túnel em que os dependentes químicos vivem em Santos, SP, estava com lixo acumulado — Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos

Túnel em que os dependentes químicos vivem em Santos, SP, estava com lixo acumulado — Foto: Divulgação/Prefeitura de Santos

O g1 já registrou reclamações dos moradores da quantidade de dependentes químicos que vivem no túnel por onde passa o VLT. Em 2019, uma força-tarefa foi realizada para auxiliar e retirar os usuários de drogas do local.

Nesta quinta-feira, a reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Santos, que informou que as barreiras serão instaladas para dificultar o acesso e a permanência de pessoas no túnel. Segundo eles, isso se trata de uma ação em prol da segurança na cidade e das pessoas do entorno.

O local está inserido no monitoramento da Equipe de Abordagem Social, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), que dá suporte a pessoas que aceitam de forma voluntária encaminhamento à rede socioassistencial da cidade.

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

50 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*