Carregando...

Suspeito de violentar e matar professora em SP é considerado foragido da Justiça

Suspeito de violentar e matar professora em São Vicente (SP) é considerado foragido da Justiça — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Suspeito de violentar e matar professora em São Vicente (SP) é considerado foragido da Justiça — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Manoel Acácio já é considerado foragido da Justiça. O homem é suspeito de violentar e matar a professora Cleonice Antônio Santos, com quem namorava. Na quinta-feira (18), o g1 já havia informado que a Polícia Civil havia feito um pedido de prisão temporária dele.

O caso aconteceu em São Vicente, no litoral de São Paulo. A mulher morreu na última segunda-feira (15), no Hospital Municipal da cidade. O Instituto Médico Legal (IML) aponta a causa da morte como infecção generalizada após perfuração da parte central do intestino grosso por um cabo de vassoura.

Ao g1, familiares da vítima alegam que Acácio a mantinha em um relacionamento abusivo e era "possessivo e violento". O caso é investigado pelo 1º Distrito Policial (DP) do município como homicídio, tendo Manoel Acácio como o principal suspeito.

Os agentes também foram até o local do crime e apreenderam um lençol com material vermelho, que foi encaminhado ao Instituto de Criminalística para análise (veja as imagens abaixo).

Polícia Civil apreende lençol com manchas por 'material vermelho' no local do crime em São Vicente (SP) — Foto: TV Tribuna/Reprodução

Polícia Civil apreende lençol com manchas por 'material vermelho' no local do crime em São Vicente (SP) — Foto: TV Tribuna/Reprodução

Leia mais:

  • Professora morre após ser estuprada e violentada; namorado disse que ela 'passava mal'
  • Polícia Civil pede prisão de namorado após mulher ser violentada com objeto
  • Família diz que suspeito de violentar professora a matou por ciúmes: 'Violento e possessivo'

Entenda o caso

A professora aposentada Cleonice Antônio Santos, de 48 anos, morreu após ser violentada com um cabo de vassoura em São Vicente. O objeto perfurou a parte central do intestino grosso.

A vítima morreu no Hospital Municipal de São Vicente. O laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML), obtido pela reportagem, aponta que a causa da morte foi "choque séptico", ou seja, uma infecção generalizada, que foi causada pela perfuração.

Polícia Civil investiga morte de professora em São Vicente, SP

Polícia Civil investiga morte de professora em São Vicente, SP

Na unidade de saúde, a equipe médica disse à família de Cleonice que encontrou de pus na cavidade. Os médicos realizaram uma cirurgia chamada laparotomia exploratória, em que o abdômen é aberto e os órgãos abdominais são examinados em busca de lesões ou doenças.

Ao g1, a artesã Luzinete Aragão, prima da vítima, alega que a família suspeita do namorado de Cleonice, que teria desaparecido após levá-la ao hospital.

Um boletim de ocorrência foi registrado no 1º Distrito Policial de São Vicente segunda-feira (15), dia em que Cleonice morreu. A filha dela informou à Polícia Civil que, segundo relatado pelo próprio namorado da mãe, Cleonice teria sido socorrida por ele após "se sentir mal".

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

50 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar