Carregando...

Presa dupla suspeita de matar idoso de 80 anos em São Carlos: 'extrema maldade', diz delegado

Um dos suspeitos de assassinar idoso a facadas é preso em São Carlos — Foto: Nilson Porcel/EPTV

Um dos suspeitos de assassinar idoso a facadas é preso em São Carlos — Foto: Nilson Porcel/EPTV

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) prendeu dois homens suspeitos de assassinar um idoso de 80 anos a facadas, na noite de terça-feira (31), em São Carlos (SP). O corpo de Atílio Rodrigues foi encontrado na pensão onde morava no Centro.

A dupla, de 25 e 30 anos confessou o crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e alegou que estava sob efeito de álcool.

Os dois foram autuados em flagrante e podem pegar de 20 a 30 anos de prisão. A defesa deles não foi localizada.

PM de folga viu suspeito

Durante a manhã desta quarta-feira (1º), o sobrinho da vítima que é policial e estava de folga, avistou um dos suspeitos rondando as proximidades da pensão e chamou a PM.

Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos — Foto: Fabio Rodrigues/G1

Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos — Foto: Fabio Rodrigues/G1

"Ele havia detido um indivíduo que confessou o latrocínio. Esse indivíduo nos indicou uma residência também, na Rua 13 de Maio, onde estariam os objetos roubados e seu comparsa", disse o tenente da PM Felipe Rodrigues.

O autor da facadas tentou fugir e ficou ferido ao entrar em luta corporal com o policial de folga. Ele será ouvido assim que deixar o pronto-socorro.

O comparsa já prestou depoimento e confessou que o assassinato aconteceu quando decidiram ir à pensão para roubar pertences da vítima, segundo a DIG.

"Quando eles escalaram novamente essa janela, adentraram na casa, ele foi direto nos fundos e sabia onde morava no esse senhor. Ele já partiu de violência pedindo dinheiro e já partiu com uma faca pra cima do homem e acabou desferindo vários golpes de faca", disse o delegado da DIG, Gilberto de Aquino.

O delegado da DIG, Gilberto de Aquino, falou sobre o crime em São Carlos — Foto: Nilson Porcel/EPTV

O delegado da DIG, Gilberto de Aquino, falou sobre o crime em São Carlos — Foto: Nilson Porcel/EPTV

'Extrema maldade'

O delegado responsável pelo caso diz que a crueldade do crime chamou a atenção dos policiais.

"É um crime de onde que a gente verifica a extrema maldade do ser humano, um senhor de 80 anos, que morava num quarto de uma pensão onde não havia nada, não tinha objeto de valor, não tinha nada de importância e os caras entraram e mataram esse senhor de forma cruel, bárbara, para subtrair pequenas, pequenos objetos de valores ínfimos, ou seja, aonde vai a maldade do ser humano", afirmou o delegado.

Na residência do segundo suspeito foram apreendidos uma faca, dois celulares e dois tablets. O comparsa, que participou da ação, desmentiu a versão de que o idoso teria tentado se defender durante a ação.

LEIA TAMBÉM:

  • CRIME: Jovem que morreu baleado era investigado por participação em 2 homicídios

O crime

Segundo o Boletim de Ocorrência, o crime aconteceu por volta das 23h, na Rua Aquidaban. O corpo de Rodrigues foi encontrado em um quarto que fica nos fundos da pensão e apresentava diversos ferimentos no peito e abdômen feitos com instrumento cortante. Sobre o corpo também tinha grande quantidade de açúcar.

Uma testemunha que toma conta da pensão, onde atualmente residem apenas dois hóspedes sendo um deles a vítima, relatou que viu duas pessoas deixando o imóvel e pulando a janela de um dos quartos. Um deles carregava uma caixa de som. Ela chegou a questionar a dupla, que a ameaçou e fugiu.

Mais tarde, os policiais tiveram a informação de que a caixa de som furtada era do segundo morador da pensão. Seu quarto foi encontrado com a porta arrombada.

Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*