Carregando...

Governo de SP prorroga gratuidade do Bom Prato até 31 de dezembro para pessoas em situação de rua do estado

Restaurante Bom Prato de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. — Foto: Divulgação/GESP

Restaurante Bom Prato de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. — Foto: Divulgação/GESP

Os restaurantes Bom Prato vão seguir servindo refeições gratuitas para pessoas em situação de rua até 31 de dezembro de 2021. A medida iria até esta terça-feira, 31 de agosto, mas foi prorrogada nesta quarta-feira (1º). Os jantares, outra medida da pandemia, também serão oferecidos até o final do ano.

O Governo do Estado também anunciou que o consumo presencial voltou a ser liberado em todas as unidades nesta quarta. "O marmitex foi uma solução emergencial para seguir oferecendo alimentação de qualidade durante a pandemia, não é o padrão de serviço".

Desde o começo da pandemia até esta terça-feira, a rede Bom Prato serviu 49.632.187 refeições, sendo 1.069.767 gratuitas, informou a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social.

Esta é a quinta vez que a gratuidade é estendida desde o início da pandemia. Com esta nova prorrogação, os moradores de rua cadastrados seguem tendo a gratuidade garantida por três refeições diárias. Para os demais grupos, as refeições são cobradas: de segunda a sexta-feira, custa R$ 1 o almoço e o jantar e R$ 0,50 o café da manhã para todos os usuários. Crianças de até 6 anos não pagam.

A rede Bom Prato fornece 115 mil refeições por dia e 3,4 milhões de refeições por mês no estado, segundo a Secretaria de Assistência Social. O funcionamento é ininterrupto, sete dias por semana, inclusive aos finais de semana e feriados.

Atualmente, o estado possui 59 unidades do Bom Prato, sendo 22 só na capital paulista. A unidade de Paraisópolis, na Zona Sul da cidade de São Paulo, foi fechada em 22 de outubro de 2020 para reformas.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*