Carregando...

Mecânico é morto em abordagem policial na zona leste de SP - Notícias - R7 São Paulo

Um mecânico foi morto por policiais civis em um carro durante uma tentativa de abordagem, em Itaquera, na zona leste da capital. O crime ocorreu por volta das 3h desta quinta-feira (25), na rua Terra Brasileira, próximo à avenida Caititu, região de A.E. Carvalho.

Guilherme Tibério Lima, de 25 anos, foi atingido por um tiro nas costas, quando dirigia um veículo Honda prata. O mecânico estava no carro acompanhado de amigo de 18 anos sentado no banco do passageiro.

O amigo prestou depoimento na noite desta quinta-feira (25), no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). Ele disse ao delegado que, na noite de quarta-feira (24), se encontrava no Hospital Ermelino Matarazzo, onde o pai dele estava internado.

Guilherme e o amigo tiveram de ir até a casa do paciente buscar uma receita médica. No trajeto, quando estavam na rua Terra Brasileira, um feixe forte de luz foi lançado contra o carro. Eles pensaram que poderia ser um assalto, já que não avistaram viatura policial, sirenes ligadas nem cones indicando uma blitz.

Guilherme acelerou o carro e o amigo escutou estampidos. Na sequência, o motorista perdeu a direção do veículo que bateu em um muro, rente a um poste. Ele foi baleado e morreu. O jovem foi atingido de raspão no peito e, após ser socorrido pelo Samu, foi levado para a AMA Sé, onde foi medicado. O ferimento foi superficial.

O caso foi registrado no DHPP, mas o boletim de ocorrência ainda não foi liberado. Os policiais do 24º distrito policial também estiveram no DHPP onde apresentaram a versão ao delegado.

O advogado Adriano Dantas Rodrigues, que representa a família das vítimas, disse que Guilherme era um jovem trabalhador, que nunca teve passagem policial. Atualmente Guilherme trabalhava em um centro automotivo como mecânico.

O corpo será velado nesta sexta-feira (26), a partir das 7h, no Cemitério da Saudade, na avenida Pires do Rio, em São Miguel Paulista. O sepultamento deve ocorrer às 16h.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*